Política

Projeto de lei quer isentar empresas com atividades à noite de pagamento do IPTU

Medida seria forma de diminuir impactos financeiros da pandemia de coronavírus

Mayara Bueno Publicado em 12/04/2021, às 11h44

Centro de Campo Grande
Centro de Campo Grande - (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax, Arquivo)

Projeto de lei quer isentar empresas de Campo Grande que exploram atividades comerciais no período noturno, de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).  A medida tramita na Câmara Municipal e ainda será analisada pelos parlamentares antes de eventual validade. 

"É notável que o setor do entretenimento ficou totalmente comprometido desde quando declarou-se a pandemia do COVID-19 pelos gestores públicos no ano de 2020", traz justificativa da proposta apresentada pelo vereador Alírio Vilassanti (PSL).

Medidas restritivas adotadas desde então são adotadas, principalmente, à noite, para evitar aglomerações. O vereador cita que o setor, já abalado pelo poder menor poder de compra do consumidor, chegou a 'um cenário catastróficofinanceiro'.

Além do IPTU do ano, o projeto quer isenção da taxa de alvará de localização e funcionamento e taxa de publicidade. A proposição foi protocolado recentemente e ainda passará pelas comissões permanentes. Depois, será votada em plenário e, caso seja aprovada, ainda precisará do crivo da Prefeitura de Campo Grande.

Jornal Midiamax