Política

Prefeito de Ribas de Rio Pardo vai à polícia contra jornalista e denuncia perseguição

Repórter, que já foi amigo do político, disse que João Alfredo Danieze contraria programa de campanha

Adriel Mattos e Aliny Mary Dias Publicado em 13/04/2021, às 16h58

João Alfredo Danieze disse à polícia se sentir “ameaçado e constrangido” por Kleber
João Alfredo Danieze disse à polícia se sentir “ameaçado e constrangido” por Kleber - Foto: Rio Pardo News

O prefeito de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo Danieze (PSOL), denunciou o jornalista Kleber Souza à Polícia Civil por perseguição. Segundo boletim de ocorrência registrado nesta terça-feira (13), Danieze alegou se sentir “ameaçado e constrangido”.

Procurado pelo Jornal Midiamax, o prefeito informou que prefere manter-se em silêncio e disse que não comentará o caso. Já o jornalista rebateu as acusações feitas pelo prefeito. 

À polícia, o político relatou que vem sofrendo com críticas “infundadas”, além de ter sido questionado diretamente por decisões administrativas desde que assumiu a chefia do Executivo Municipal, em janeiro.

A situação vem ocorrendo desde fevereiro. Danieze acusou Kleber de exigir nomeação em cargo comissionado, mas o jornalista ressaltou que é servidor público concursado do município.

“Sou servidor público há 21 anos. Meu salário bruto é de R$ 8 mil. Financeiramente não compensa eu ocupar nenhum cargo na Prefeitura. Só ganharia mais sendo vice-prefeito ou prefeito. Meu irmão foi nomeado em 1º de janeiro, está no Portal da Transparência: José Heleriano Rodrigues de Souza. Como eu iria querer ser nomeado? A lei sobre nepotismo impede”, frisou.

Amizade

Ao Jornal Midiamax, Kleber, que é diretor do site Rio Pardo News, disse que ele e Danieze são amigos de longa data e que romperam após o jornalista passar a publicar reportagens críticas ao prefeito.

“Estive na casa dele nos últimos dez anos. Tramando estratégias e ataques contra os adversários políticos. Depois que ele se elegeu, passou a ter comportamento incoerente com o prometido em campanha: participação e transparência”, relatou.

“Ele [Danieze] passou a nomear pessoas de caráter duvidoso e ligadas às gestões anteriores que ele e eu tanto criticávamos e atacávamos. A partir disso, iniciou nosso rompimento político”, completou o jornalista.

Kleber lamentou o registro da ocorrência e disse que Danieze quer constrangê-lo. “O prefeito está sendo leviano e tenta usar a falsa comunicação de crime para tentar me intimidar. Estou fazendo o trabalho que cabe à imprensa. Não há nenhuma intenção da minha parte em persegui-lo ou algo do tipo”, afirmou.

Denúncias

Kleber é autor do pedido de cassação do mandato do prefeito, que foi aprovado pela Câmara Municipal na semana passada. Segundo a denúncia, a secretária municipal de Saúde, Carolina Bergo Domingues, assinou contrato com a Clínica Médico Domingues, da qual é uma das proprietárias.

Os trabalhos serão conduzidos pela Comissão Parlamentar Processante (CPP) formada por Ataíde Feliciano, Luiz do Sindicato e Tânia Ferreira. Caberá ao grupo emitir parecer para a cassação do mandato ou absolvição do prefeito.

Danieze nega ter sido informado à época sobre o contrato. Só neste ano, a empresa recebeu R$ 103 mil em recursos do município. Os números são do Portal da Transparência de Ribas.

Jornal Midiamax