Política

MS Pantanal assume esgotamento sanitário de MS no próximo mês

Representantes da MS Pantanal, Sanesul e Aegea estiveram na Alems para apresentar a PPP

Renata Volpe Publicado em 20/04/2021, às 12h31

Presidente da Sanesul, Walter Carneiro
Presidente da Sanesul, Walter Carneiro - Luciana Nassar, Alems

A empresa privada MS Pantanal, responsável pela concessão do esgotamento sanitário de Mato Grosso do Sul, assume oficialmente a operação dos serviços no próximo dia 5 de maio. 

A informação foi repassada pelo presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior, nesta terça-feira (20), durante sessão ordinária da Alems (Assembleia Legislativa).

Estiveram reunidos para apresentar a PPP (Parceria Público-Privada), representantes das empresas Sanesul, MS Pantanal e Aegea.

Segundo Carneiro, a parceria tem o objetivo de antecipar investimentos em obras e serviços de saneamento. “Pretendemos beneficiar 1,7 milhão de pessoas em MS e a previsão é de R$ 3,8 bilhões em investimentos”, afirmou.

A MS Pantanal assumirá oficialmente a operação dos serviços no dia 5 de maio. “O contrato começa dia 5. Temos o prazer de contarmos com parceiros de renome. A Sanesul sai na frente e acompanha toda mudança da legislação com o marco do novo saneamento básico. Modelamos um serviço que será referência para todo o Brasil”, disse.

Representante da Aegea (empresa privada de saneamento), Paulo Antunes, falou sobre a importância da parceria. “Nós temos em mãos um projeto de magnitude ímpar, exemplo para todo o Brasil e para o mundo. Segundo o Unicef [Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas], a cada 15 segundos uma criança morre por falta de saneamento”, enfatizou.

O representante da MS Pantanal, Celso Paschoal, também falou sobre o pioneirismo de MS com o projeto e elencou desafios. “É um projeto desafiador a universalização do saneamento em 10 anos, com o objetivo de sair de 46% para 98% de cobertura”, disse.

Com assessoria

Jornal Midiamax