Política

Líder de Reinaldo pede vista e emperra projeto que proíbe apreensão de veículos por atraso no IPVA em MS

Medida não é permitida pelo regimento interno, então Eduardo Rocha (MDB) retirou o projeto da pauta

Renata Volpe Publicado em 02/06/2021, às 10h51

Deputada Mara Caseiro (PSDB)
Deputada Mara Caseiro (PSDB) - Divulgação, Arquivo

A líder do governo na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), Mara Caseiro (PSDB) pediu vistas pela segunda vez, mesmo sem cumprir o regimento interno, do projeto de lei para proibir apreensão de veículos por atraso no pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e emperrou a proposta. 

Durante sessão remota nesta quarta-feira (2), Eduardo Rocha (MDB) presidia a sessão quando o projeto de Felipe Orro (PSDB) entrou em pauta. Rocha perguntou à Mara se ela estava com o projeto para devolver. 

Ela então respondeu que não teve tempo de analisá-lo e pediu mais 24 horas de vistas, o que foi concedido por Rocha. Porém, Capitão Contar (PSL) questionou se essa permissão constava no regimento interno.

João Henrique Catan (PL) afirmou estar com o regimento aberto e disse que essa medida não era possível. Então, Rocha decidiu tirar o projeto de lei de pauta.

Coronel David (sem partido)  afirmou que não tinha como conceder mais 24 horas para Mara Caseiro. “Se isso for permitido a ela, vou fazer igual e pedir sempre por mais 24 horas”, afirmou. 

Mesmo com as reclamações, o projeto foi retirado da sessão e deve voltar à pauta na próxima sessão.

Jornal Midiamax