Política

Iniciando 1º mandato, novos vereadores de Campo Grande preparam gabinete e definem projetos

As sessões da Câmara Municipal de Campo Grande só começam em fevereiro, mas os novos vereadores afirmam que estão na preparação para iniciar o mandato, seja organizando o gabinete ou avaliando as medidas que devem apresentar nas primeiras semanas. Dos 29 vereadores, 17 se elegeram em 2020. Mais votado na eleição de 2020, Tiago Vargas […]

Mayara Bueno Publicado em 07/01/2021, às 10h28 - Atualizado às 10h58

Galeria de vereadores da Câmara de Campo Grande foi renovada (Foto: Reprodução/Facebook)
Galeria de vereadores da Câmara de Campo Grande foi renovada (Foto: Reprodução/Facebook) - Galeria de vereadores da Câmara de Campo Grande foi renovada (Foto: Reprodução/Facebook)

As sessões da Câmara Municipal de Campo Grande só começam em fevereiro, mas os novos vereadores afirmam que estão na preparação para iniciar o mandato, seja organizando o gabinete ou avaliando as medidas que devem apresentar nas primeiras semanas. Dos 29 vereadores, 17 se elegeram em 2020.

Mais votado na eleição de 2020, Tiago Vargas (PSD)  conta que está estudando o regimento interno para entender como funciona o trâmite de um projeto de lei. “E buscando formar equipe, que será técnica. Estudando, principalmente, os projetos que devemos apresentar no meu mandato”.

Nos primeiros dias, adianta, deve encaminhar propostas que cria o CPP (Curso Preparatório Popular), destinado às pessoas que não têm condições de pagar por cursos para concursos públicos. Ainda, quer apresentar o projeto Coruja, para pais e mães de filhos pequenos terem onde deixá-los no período noturno, enquanto trabalham ou estudam.

Camila Jara (PT) começou a organizar a parte física de seu gabinete e, com alguns assessores políticos já contratados, iniciou discussão de algumas pautas. “Nosso plano de execução das atividades não esta preparado, porque estamos esperando o fim do processo seletivo. Nesse mês devemos lançar portal de fiscalização para as pessoas terem acesso e já vamos iniciar os atendimentos”.

Quanto à formação da equipe, Riverton Francisco de Souza, conhecido como Professor Riverton (DEM), diz que inicia com compromissos assumidos no plano de campanha, formado a partir de reuniões com educadores. Quanto à equipe, a formação ainda está sendo feita. “Estamos buscando formar um grupo com profissionais técnicos e capacitados para as atividades”.

Delei Pinheiro (PSD) conta que está ‘reconhecendo o ambiente e conhecendo os parlamentares’. Este não é o primeiro mandato que exercerá, contudo, ele retorna após período afastado do Legislativo, já que perdeu em 2016.

O mesmo diz Marcos Tabosa (PDT. “Estamos organizando toda a equipe e conhecendo a Casa de Leis”. Do PP, Victor Rocha também está organizando o time de servidores e aproveitando o tempo para estudar o Legislativo.

“Estou ansioso para o início dos trabalhos”, relata o vereador Juari Lopes Pinto, conhecido como Professor Juari (PSDB). Antes disto, no entanto, está dedicando tempo para conhecer o ambiente e leis. Sobre a equipe, garante que a escolha tem sido por pessoas técnicas e, janeiro, só contratará, no máximo, três pessoas. “Eu vou nomear o chefe de gabinete, secretaria. Outras só a partir de fevereiro,. Até pra economizar dinheiro público”.

Ronilço Cruz de Oliveira, cujo nome político é Ronilço Guerreiro (Podemos), está trabalhando nos projetos apresentados na campanha, como o Agente Comunitário de Leitura, cita. “Lembro deste projeto, pois hoje é o Dia do Leitor, estou me organizando com a equipe técnica para finalizar o nosso planejamento de ações para o ano”.

A respeito da equipe de trabalho, também afirma que a busca é por qualificação técnica, ‘com profissionais experientes em suas áreas de atuação’. “Sempre estudei muito e sigo estudando, afinal educação é uma de minhas bandeiras. Estou conhecendo de perto os documentos institucionais, focando no regimento da casa e no trabalho legislativo. Ainda tenho muita coisa para aprender, mas tenho certeza que estou preparado para ser um vereador que vai trabalhar muito por Campo Grande”.

Do mesmo partido, Clodoilson Pires dedica o mês antes do início das sessões para organizar o gabinete e montar sua equipe. “Além disso, estamos estudando e verificando as leis e sua aplicabilidade pelo executivo”.

Jornal Midiamax