Política

Ex-vereador de Sidrolândia nega autoria e diz que postagem machista veio de perfil fake

Segundo David Moura de Olindo, não seria a primeira vez que falsas postagens seriam atribuidas ao ex-vereador

Guilherme Cavalcante Publicado em 28/05/2021, às 10h23

O advogado e ex-vereador de Sidrolândia, David Moura de Olindo, negou autoria de mensagens machistas nas redes
O advogado e ex-vereador de Sidrolândia, David Moura de Olindo, negou autoria de mensagens machistas nas redes - Foto: Reprodução | Facebook

Acusado de machismo em discussão nas redes sociais, o advogado e ex-vereador de Sidrolândia, David Moura de Olindo, afirma ter sido vítima de um perfil falso, que teria proferido as falas machistas e de baixo calão utilizando seu nome, na última quarta-feira (26). Na publicação, cujas imagens circularam no WhatsApp, Olindo teria dito que “mulher tem que administrar é fogão, tanque de roupa e cuidar dos filhos”, em suposta crítica à candidatura de Vanda Camilo (PP), prefeita interina e candidata ao cargo nas eleições suplementares em Sidrolândia.

Ao Jornal Midiamax, Olindo negou autoria de todas as falas polêmicas e afirma ter sido vítima de um perfil falso.

Acho que é a quarta vez que usam um perfil falso, com foto minha, para disparar coisas que não falei. Estão fazendo muito isso, porque sou oposição à candidatura da prefeita interina. Tenho sido muito combativo, diariamente posto vídeos e sou autor de várias denúncias. Então, essas baixarias estão ocorrendo comigo”, detalhou o advogado à reportagem.

Asituação motivou diversas publicações contrárias a Olindo na redes. Em seu perfil pessoal, ele também se defendeu das acusações. Ao Jornal Midiamax, o ex-vereador afirmou que não registrou ocorrência porque a polícia em Sidrolândia não conseguiria apurar o suposto crime.

"Foi uma coisa absurda, usaram um perfil como se fosse o meu, e pegou muito mal. Porque eu tenho uma entidade, chamada ‘Mente Sã’, justamente para cuidar do princípio da dignidade humana. Aquele comportamento é totalmente incompatível com quem eu sou”, disse. Ele acrescentou que, em outra ocasião, atribuíram a Olindo até mesmo uma mensagem escancarada no qual ele teria convidado uma mulher para aventura sexual.

"Esse tipo de absurdo é frequente com quem tem perfil combativo, como o meu. E tudo isso surge em razão das minhas denúncias”, conta.

De fato, Olindo é autor de duas ações populares e uma de obrigação de fazer e não fazer contra a atual gestão municipal. Além das ações que correm no TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o advogado afirma que irá protocolar em outros órgãos mais três, ainda nesta sexta-feira (28), referentes a irregularidades contratuais que teria encontrado.

Olindo, porém, confirmou ser alvo de ação por difamação, movido por Vanda Camilo. “Sim, sou requerido nessa ação, porque disparei xingamentos quando ela tentou barrar a Mente Sã. Mas, a juíza indeferiu liminarmente a petição dela. É claro que um cara como eu deve ter vários processos desse tipo. Mas, se você olhar, não tem nenhuma condenação”, conclui.

Jornal Midiamax