Política

Estreante, ex-adjunto da Funsat é o favorito para ser o líder de Marquinhos na Câmara

Aguardando oficialização, indicação de Beto Avelar já é dada como certa nos corredores do Poder Legislativo da Capital.

Humberto Marques Publicado em 13/01/2021, às 11h20 - Atualizado em 14/01/2021, às 10h56

Vereador Beto Avelar. (Foto: Henrique Arakaki)
Vereador Beto Avelar. (Foto: Henrique Arakaki) - Vereador Beto Avelar. (Foto: Henrique Arakaki)

Estreante na Câmara Municipal de Campo Grande, o vereador Beto Avelar (PSD) deve ser o novo líder do prefeito Marquinhos Trad (PSD) no Legislativo da Capital. A indicação já era dada como certa nos corredores da Casa de Leis nesta quarta-feira (13), quando, em sessão extraordinária, os vereadores aprovaram a reserva de R$ 20 milhões para aquisição de vacinas contra o coronavírus.

Questionado pelo Jornal Midiamax, Avelar confirmou que a bancada de apoio a Marquinhos é favorável à indicação, que também conta com a simpatia do prefeito –faltando apenas a oficialização.

O vereador Otávio Trad (PSD) informou que Avelar deve ser o indicado pelo parlamento para a função, contando também “com a simpatia” do prefeito, que não foi localizado para comentar a indicação.

“É uma grande responsabilidade por ser um vereador de primeiro mandato”, afirmou o vereador Avelar, que até 2020 era diretor-adjunto da Funsat (Fundação Social do Trabalho). Em seu favor, pesaria a proximidade com o Poder Executivo, ajudando na interlocução com o Poder Legislativo.

Avelar também reforçou que, como líder, “terei o papel de defender os projetos”. Advogado e pós-graduado em Direito do Trabalho, ele disse ter noção do desafio que se apresenta em um momento “de pandemia e do pós-pandemia”, referência às dificuldades ainda impostas pelo novo coronavírus à sociedade.

Jornal Midiamax