Política

Em visita a MS, presidente da Unale diz ser preciso eleger mais mulheres na Alems

Ivana Bastos está em Campo Grande e participou da sessão remota

Renata Volpe Publicado em 02/06/2021, às 10h57

Ivana Bastos (PSD) presidente da Unale e deputada estadual pela Bahia
Ivana Bastos (PSD) presidente da Unale e deputada estadual pela Bahia - Reprodução

A presidente da Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos), deputada estadual da Bahia, Ivana Bastos (PSD), disse nesta quarta-feira (2), ser necessário ter mais mulheres ocupando cadeiras na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

Ivana está visitando a Capital a convite do deputado Lídio Lopes (Patriota), vice-presidente da Unale. Ao cumprimentar os parlamentares, Ivana notou que há apenas uma deputada mulher, Mara Caseiro (PSDB).

Assim, Ivana disse ser necessário “colocar mais mulheres nessa Casa”. Mara Caseiro assumiu o mandato no fim do ano passado como suplente de Onevan de Matos (PSDB), que morreu vítima da Covid-19. Ela é líder do governo na Casa de Leis.

Ivana afirmou que Mato Grosso do Sul deve sediar a próxima conferência da Unale. “Assumi a Unale em 2020 junto com o Lídio, Herculano (Borges) como secretário e com mil projetos, mas veio a pandemia e nos deixou meio perdidos”.

A deputada disse estar reestruturando a parte interna da União. “Somos a única entidade reconhecida pelo STF representada por deputados”.

Ela comentou ainda, que a conferência não foi realizada no ano passado por causa da pandemia da Covid-19. “Queremos realizar na segunda quinzena de novembro, seja uma parte virtual e outra presencial”, disse.

Jornal Midiamax