Política

'Companheiro e leal': Câmara de Campo Grande aprova moção pela morte de Cabo Almi, vítima da Covid

Vereador Airton Araújo apresentou medida e lembrou vida do parlamentar

Mayara Bueno Publicado em 27/05/2021, às 10h51

Cabo Almi e o vereador Airton Araújo.
Cabo Almi e o vereador Airton Araújo. - (Foto: Divulgação, Facebook).

Emocionado, o vereador Airton Araújo (PT) apresentou nesta quinta-feira (27) moção de pesar pela o deputado Cabo Almi, vítima de Covid-19. "Era um irmão, companheiro, homem leal com seus compromissos, como político e na família". O parlamentar de Mato Grosso do Sul tinha 58 anos e permenceu internado por duas semanas, mas não resistiu às complicações da doença na segunda-feira (24).

"Foi um ser humano que conheci muito bem, o primeiro político que eu falei na minha vida. Um grande amigo, pessoa íntegra e honesta, parlamentar por quatro vezes, um grande defensor dos movimentos sociais, da classe trabalhadora. Externo minhas condolências a familia do meu eterno amigo", disse o petista sem conseguir segurar as lágrimas.

A moção acabou sendo aprovada em nome da Câmara Municipal de Campo Grande, onde Cabo Almi também exerceu mandato parlamentar. Presidente da Casa de Leis, vereador Carlão (PSB) também se emocionou comentando brevemente lembranças de Cabo Almi.

O vereador Tiago Vargas (PSD) disse que quando sua mãe faleceu, também vítima de coronavírus, em abril deste ano, o deputado, com quem 'dividia' a mesma região, foi até sua casa prestar condolências pela perda. 

"Perdemos um pai. Ele era maior que qualquer partido. Perdemos um grande político, Mato Grosso do Sul perdeu. Ele era um pai, ele sempre foi um grande pai dos moradores do grande Los Angeles. Tenho certeza que Deus já o colocou num bom lugar", completou o discurso também abalado.

Jornal Midiamax