Política

Com novo horário do toque de recolher, Câmaras em MS mudam horário de sessões

As novas medidas restritivas do Governo do Estado para evitar um colapso na saúde enquanto a pandemia de Covid-19 segue em curva ascendente têm forçado os municípios a seguir à risca. Desta vez, duas Câmaras Municipais mudaram o horário de suas sessões.  Desde domingo (14), o toque de recolher passa a vigorar das 20h às […]

Adriel Mattos Publicado em 15/03/2021, às 14h19 - Atualizado às 14h50

Foto: Divulgação, Câmara de Bonito
Foto: Divulgação, Câmara de Bonito - Foto: Divulgação, Câmara de Bonito

As novas medidas restritivas do Governo do Estado para evitar um colapso na saúde enquanto a pandemia de Covid-19 segue em curva ascendente têm forçado os municípios a seguir à risca. Desta vez, duas Câmaras Municipais mudaram o horário de suas sessões. 

Desde domingo (14), o toque de recolher passa a vigorar das 20h às 5h. Isso afetou o Legislativo de Bonito, que se reunia todas as segundas, às 19h30.  Como as sessões ultrapassam três horas, a Mesa Diretora adiantou a reunião para as 9h30.

Veja a lista com os horários nas outras cidades:

MUNICÍPIONOVO HORÁRIO
Aparecida do Taboado17h
Eldorado8h
Guia Lopes da LagunaTerça, 17h

Em Aparecida do Taboado, a sessão de 19h foi antecipada para 17h. Já a Câmara de Eldorado remarcou para as 8h e em Guia Lopes da Laguna, as reuniões foram adiantadas para 18h.

Decreto

Na semana passada, o Governo do Estado decretou novas restrições para conter o novo coronavírus. Serviços essenciais seguem operando normalmente.

Há novos horários de funcionamento do comércio e serviços em geral. De segunda a sexta-feira, o comércio deve funcionar até o início do toque de recolher, das 20h às 5h, respeitando os protocolos de biossegurança e capacidade máxima de 50% em lotação de ambientes e espaços.

Aos fins de semana, sábado e domingo, os serviços e atividades que não são consideradas essencial, como shoppings, lojas de roupas e eletroeletrônicos e restaurantes, somente poderão permanecer abertos das 5h até às 16h.

Jornal Midiamax