Política

Com João César Mattogrosso de saída, Ademir Santana assume vaga na Câmara de Campo Grande nesta terça

Primeiro suplente será empossado em cerimônia marcada para 8h, antes da sessão em plenário

Jones Mário Publicado em 03/05/2021, às 16h54

João César Mattogrosso (à esq.) dá lugar na Câmara a Ademir Santana (à dir.)
João César Mattogrosso (à esq.) dá lugar na Câmara a Ademir Santana (à dir.) - Izaias Medeiros/CMCG

A Câmara Municipal de Campo Grande passa a ter nova composição nesta terça-feira (4), com a posse de Ademir Santana (PSDB). Ele assume a vaga do vereador João César Mattogrosso (PSDB), que vai se licenciar do cargo para assumir uma das recém-recriadas secretarias de Estado - da Casa Civil ou de Cultura e Cidadania.

Santana será empossado em cerimônia marcada para 8h, no plenarinho da Câmara. Na sequência, já participa da sessão, que marca a retomada do regime presencial entre os parlamentares.

“Vamos nos dedicar conforme o outro mandato, com vontade de fazer pela população menos favorecida”, comentou Ademir Santana, que confirmou a posse nesta terça. Ele ainda celebrou a ida de João César Mattogrosso para o Executivo estadual. “Ele vai ser nosso elo com o governo, tanto que vai assumir uma supersecretaria”, afirmou.

Santana foi o quarto vereador mais votado do PSDB nas eleições municipais de novembro do ano passado, com 4.118 votos. Como o partido conseguiu só três vagas na Câmara de Campo Grande, ele não conseguiu carimbar sua reeleição e ficou como primeiro suplente.

Com a saída de João César Mattogrosso para o governo, a bancada tucana no Legislativo de Campo Grande passa a ser composta por Ademir Santana, Professor João Rocha e Professor Juari. O suplente ainda deve substituir Mattogrosso na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), comissão mais importante da Casa.

Apesar de dada como certa, a nomeação de João César Mattogrosso ao primeiro escalão do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) ainda não foi publicada em Diário Oficial, o que deve ser feito entre hoje (3) e amanhã (4). A lei que ressuscitou a secretaria foi aprovada e sancionada no fim da última semana.

Jornal Midiamax