Política

Candidatos a vice em Sidrolândia seguem internados com Covid-19

Rosi Fiúza já deixou a UTI, mas Moacyr de Almeida foi transferido para SP

Adriel Mattos Publicado em 16/04/2021, às 14h59

None
Montagem: Reprodução/Facebook

Os dois candidatos a vice-prefeito de Sidrolândia continuam internados para tratar da Covid-19. Moacyr de Almeida (Patriota) e Rosi Fiúza (MDB) contraíram a doença causada pelo novo coronavírus nos primeiros dias de campanha.

A eleição suplementar está suspensa justamente por conta da pandemia. Os processos de candidatura já estão prontos para serem julgados pela Justiça Eleitoral, mas não há prazo para a retomada do pleito.

Moacyr de Almeida (Patriota) foi diagnosticado há um mês e passou mais de 20 dias internado no Hospital da Unimed, em Campo Grande. Ele já tinha deixado a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas foi transferido para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP).

Já Rosi Fiúza (MDB) está há 18 dias internada no Hospital da Cassems, em Campo Grande. Na quinta-feira (15), ela deixou a UTI. Rosi contraiu a doença assim como o marido, o ex-prefeito Daltro Fiúza (MDB). Ele, por sua vez, já recuperou da doença.

Na semana passada, o também ex-prefeito e candidato na eleição suplementar, Enelvo Felini (PSDB), recebeu alta do Albert Einstein. Ele foi internado por precaução após ter 40% de um dos pulmões comprometido e a glicemia ficar acima do normal.

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu, em março, manter a impugnação da candidatura de Daltro. Com isso, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) convocou novo pleito para 11 de abril.

Jornal Midiamax