Política

Campo Grande pode ter Índice Municipal de Educação Inclusiva nas escolas municipais

Projeto de lei foi protocolado na Câmara Municipal nesta segunda-feira (27)

Dândara Genelhú Publicado em 27/09/2021, às 13h48

None
Foto: Arquivo Midiamax.

As escolas municipais de Campo Grande podem ter o IMEI (Índice Municipal de Educação Inclusiva) implantado. O projeto de lei foi protocolado na Câmara Municipal nesta segunda-feira (27).

Conforme a proposta, o IMEI é uma unidade de medida de análise qualitativa, dada a cada recurso de acessibilidade e inclusão separadamente. Assim, se aprovado, o projeto deve qualificar o grau de adaptação para atendimento à pessoa com deficiência em cada escola municipal da Capital.

Os índices serão publicados e divulgados no Portal da Prefeitura, sendo que também serão feitas as avaliações por meio do site da administração municipal. Então, com a implantação do projeto, quando um PcD for matriculado na REME (Rede Municipal de Ensino), será encaminhado para a unidade melhor avaliada para as necessidades dele.

Autor do projeto, o vereador Riverton (DEM), justifica que o ideal seria que todas as escolas oferecessem condições favoráveis para todos. No entanto, destacou que essa não é a realidade. Assim, “temos que utilizar ferramentas que melhor orientem a distribuição desses alunos pela cidade e favoreçam a construção de Políticas Públicas mais eficientes”.

A proposta ainda deve ser pautada em sessão ordinária e votada pelos vereadores de Campo Grande.

Jornal Midiamax