Política

Após sair da penitenciária, vereador de Dourados participa virtualmente de sessão da Câmara

Entre os assuntos programados para esta segunda-feira (13) está um pedido de abertura de comissão processante contra ele

Marcos Morandi Publicado em 13/09/2021, às 17h58

Juntamente com o colega Creusimar (DEM), que se recupera da Covid, Diogo Castilho participa de forma remota
Juntamente com o colega Creusimar (DEM), que se recupera da Covid, Diogo Castilho participa de forma remota - Marcos Morandi

Liberado no último sábado (11), por determinação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o vereador Diogo Castilho (DEM), participa, de forma online, da sessão que teve início às 15h desta segunda-feira (13). Ele ficou seis dias preso na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), acusado de violência doméstica contra a noiva.

Havia uma expectativa entre os parlamentares sobre a sua presença em plenária, entretanto, ele preferiu utilizar as prerrogativas de uma resolução da Mesa Diretora que prevê, que durante a pandemia, até dois vereadores podem participar das sessões de forma virtual. Além de Diogo, o vereador Creusimar Barbosa da Silva (DEM), que se recupera de complicações da Covid-19 também participa virtualmente.

Durante os trabalhos desta segunda-feira (13), os parlamentares analisam seis projetos em 2ª discussão e votação. Já em 1ª discussão e votação são sete propostas. Na pré-pauta organizada durante a manhã desta segunda-feira, também foram inclusos mais cinco projetos de decreto legislativo.

O último ponto de pauta é a leitura da denúncia protocolada na última quarta-feira (8) pelo advogado Daniel Ribas da Cunha, com pedido de abertura de Comissão Processante e afastamento do cargo, contra o médico e vereador Diogo Silveira Castilho.

Jornal Midiamax