Política

Após chapéu na tribuna, Câmara de Campo Grande vai fazer alterações no Regimento Interno

Entre as regras, estarão mudanças no código de vestimenta e em reuniões na CCJ

Marcelo Nantes e Mayara Bueno Publicado em 14/09/2021, às 10h16

Câmara Municipal discute criação de Comissão Especial para alterar Regimento Interno
Câmara Municipal discute criação de Comissão Especial para alterar Regimento Interno - Arquivo

A reunião que contou com a convocação de todos os vereadores da Câmara de Campo Grande nesta terça-feira (14) resultou na criação de uma Comissão Especial para decidir sobre temas ainda não previstos no Regimento Interno da Câmara Municipal, com publicação a ser registrada em Diário Oficial. A Comissão terá duração de 90 dias.

Até o momento, ficou decidido que o vereador Otávio Trad (PSD) vai presidi-la. O colegiado contará com mais dois integrantes: Willian Maksoud (PTB) e Prof. André Luis (REDE). 

Entre os pontos que vão iniciar as discussões internas nesta Comissão estão:

- a realização de pelo menos uma reunião pública por mês da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ); 

- a criação de uma comissão processante (de autoridades, por exemplo);

- o tempo de ‘aparte’ — quando um vereador pede permissão para interromper o discurso de um colega — durante as reuniões do Plenário;

- e regras para definir peças de vestuário permitidas em Plenário (caso de chapéu e boné, por exemplo).

Recentemente, o vereador Dr. Sandro Benites (Patriota) usou um chapéu na tribuna. Outro a adotar acessório semelhante — um boné em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) — foi Tiago Vargas (PSD).

À reportagem do Jornal Midiamax, Otávio Trad disse que o uso de chapéu e boné estará em pauta. Ele comentou a polêmica e acrescentou que, inicialmente, qualquer acessório deve ser proibido. "Pretendemos deixar claro a vestimenta do vereador ao entrar no plenário", pontuou o vereador. 

Polêmica no Congresso Nacional

O deputado federal Nelson Barbudo (PSL/MT) está no primeiro mandato, iniciado em janeiro de 2019. Ele usa um chapéu nas dependências da Câmara dos Deputados, incluindo o Plenário. Outro parlamentar da bancada federal a usar um chapéu no Plenário da Casa foi Edigar Mão Branca (PV-BA), durante seu mandato entre 2007 e 2010. 

Jornal Midiamax