Política

Apontada como pré-candidata à Presidência, Simone acompanha noite de homenagem a Ramez Tebet em MS

Evento Golden Night homenageou o ex-senador, ex-presidente do congresso e ex-ministro Ramez Tebet

Diego Alves Publicado em 27/11/2021, às 01h01

Simone Tebet e o ex-governador André Puccinelli (Foto: Leonardo de França)
Simone Tebet e o ex-governador André Puccinelli (Foto: Leonardo de França)

Anunciada como pré-candidata à Presidência da República, a senadora Simone Tebet (MDB) esteve presente no evento Golden Night, que homenageou o ex-senador, ex-presidente do congresso e ex-ministro Ramez Tebet, na noite desta sexta-feira (26), no Grand' Mere Buffet, em Campo Grande.

Com troféu que leva o nome de Ramez Tebet, pai da senadora, a solenidade homenageou personalidades de diferentes áreas de Mato Grosso do Sul, como empresários, jornalistas, políticos, profissionais liberais e diversas personalidades. O evento e a entrega do troféu foram idealizados pelo empresário Lupercio Marques. 

Simone conversou com a reportagem e falou sobre o pai, a figura pública que ele foi e sobre o anúncio de sua pré-candidatura à Presidência da República, feito nesta quinta-feira (25) pelo presidente nacional do MDB, deputado federal Baleia Rossi.

"Agradecer pela homenagem, é um sentimento de gratidão da família, são quinze anos de ausência, exatamente este mês completam. Mas acho que o legado dele é a própria figura do que ele foi, um homem humilde, um homem que procurou servir de forma ética Mato Grosso do Sul, e esse reconhecimento não é só a ele, mas a todos os grandes homens públicos que passaram em Mato Grosso do Sul".

A senadora também falou do que espera das próximas eleições, com a confirmação de sua pré-candidatura ao Planalto. Atuante na CPI da Pandemia, Simone disse que vivemos em momentos de retrocesso e ressaltou a importância do papel da mulher na sociedade.

"Primeiro nós temos que aguardar a decisão da executiva nacional, que vai se reunir na primeira semana de dezembro, e a partir daí, obviamente nós queremos estar percorrendo o Brasil, levando a voz da mulher. O que a mulher quer hoje neste momento tão crítico da história brasileira de tanto retrocesso, retrocesso institucional de ameaças à democracia. Retrocesso a aspectos jurídicos de não se ter segurança de que o Brasil honre ou não seus compromissos, mas principalmente, no retrocesso social. O País que voltou a passar fome. E elevar a voz da mulher, o que hoje a mulher pensa e quer do Brasil e da classe política. Então, após a ratificação do nome que vai se dar no dia sete de dezembro é que nós vamos poder falar em nome do MDB e principalmente da mulher brasileira".

Também presente no evento, o ex-governador André Puccinelli falou sobre Ramez. "O Ramez Tebet foi meu padrinho político, eu exerci a medicina em Fátima do Sul desde 1973, conheci o Ramez em 78, na sua candidatura a deputado estadual, pois eu era o médico do sogro dele lá, e o sogro dele, quando o Ramez foi a Fátima, convidou-me para um jantar. E eu conheci o Ramez, tornou-se meu padrinho político e convivemos juntos, mas do que companheiros, amigos, e o respeito que eu tenho, tive, pela figura do Ramez Tebet, é pelo o que ele plantou, plantou competência, companheirismo, dignidade, um exemplo de político que todo homem público de hoje deveria se pautar", disse o ex-governador.

MDB lança pré-candidatura de Simone Tebet à Presidência

Nesta quinta-feira (25), o presidente do MDB, deputado federal Baleia Rossi, confirmou a pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB) à Presidência da República. Nas redes sociais, Rossi anunciou que o partido irá lançar a pré-candidatura da senadora no início de dezembro.

"Desde março, tive conversas com dirigentes nacionais e regionais do MDB. A conclusão geral é que precisamos de um nome para 2022. Por isso iremos homologar @SimoneTebetms como pré-candidata ao Planalto, na próxima reunião da Executiva no início de dezembro", publicou o presidente nacional do partido.

Líder da bancada feminina no Senado, Simone se destacou por sua atuação na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid.

Jornal Midiamax