Política

Vereadores aprovam plano de lazer e esporte para Campo Grande

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou plano de esporte e lazer abrangendo 2021 a 2028. Nesta quinta-feira (17), os vereadores limpam a pauta de projetos antes do recesso parlamentar. Segundo o texto, assinado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), a proposta integra ‘um conjunto de medidas de estruturação e organização das políticas públicas municipais de […]

Mayara Bueno Publicado em 17/12/2020, às 11h53

Parque Belmar Fidalgo, no Centro de Campo Grande. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax, Arquivo).
Parque Belmar Fidalgo, no Centro de Campo Grande. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax, Arquivo). - Parque Belmar Fidalgo, no Centro de Campo Grande. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax, Arquivo).

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou plano de esporte e lazer abrangendo 2021 a 2028. Nesta quinta-feira (17), os vereadores limpam a pauta de projetos antes do recesso parlamentar.

Segundo o texto, assinado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), a proposta integra ‘um conjunto de medidas de estruturação e organização das políticas públicas municipais de recreação, esporte e lazer’.

A medida prevê análise situacional, identificação das potencialidades e fragilidades do setor, além de permitir criar diretrizes, objetivos, estratégias, metas e ações, definir recursos materiais, humanos e financeiros. “Bem como os mecanismos e fontes de financiamento; mecanismos de monitoramento e avaliação”.

No projeto, são listados 31 locais chamados de ‘equipamentos públicos-municipais de esporte e lazer’ e 62 academias ao ar livre. Também é mencionado dados de realização de atividades físicas nos espaços, entre outras informações.

Traz, ainda, implementação do programa Memória Esportiva, com ações para incentivar a preservação da memória do esporte e lazer em Campo Grande, na Praça Esportiva Belmar Fidalgo. Mas também aponta o que deverá ser feito, como ampliação do número de atendimentos dos projetos voltados para formação esportiva, garantia do acesso da população ao esporte nas modalidades olímpicas e não olímpicas.

Agora, os vereadores analisam a LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2021, que prevê receita de R$ 4,6 bilhões.

Jornal Midiamax