Política

Vereador quer flexibilizar atividades de bares e restaurantes em Corumbá

Visando minimizar os impactos na economia local, o vereador Luciano Costa (PT) solicitou, por meio de requerimento em regime de urgência, para a prefeitura de Corumbá que sejam flexibilizadas as atividades comerciais de bares e restaurantes. A solicitação foi apresentada durante a sessão ordinária da Câmara Municipal, nesta quinta-feira (15). De acordo com o vereador, […]

Dândara Genelhú Publicado em 14/05/2020, às 16h11 - Atualizado às 16h23

Foto: Reprodução/ Na Mídia MS.
Foto: Reprodução/ Na Mídia MS. - Foto: Reprodução/ Na Mídia MS.

Visando minimizar os impactos na economia local, o vereador Luciano Costa (PT) solicitou, por meio de requerimento em regime de urgência, para a prefeitura de Corumbá que sejam flexibilizadas as atividades comerciais de bares e restaurantes. A solicitação foi apresentada durante a sessão ordinária da Câmara Municipal, nesta quinta-feira (15).

De acordo com o vereador, a não flexibilização para o setor comercial gerou demissões no município. “Temos conhecimento de que a crise causada pela pandemia, já causou demissões na cidade. Um restaurante, por exemplo, demitiu 20 funcionários devido à queda no movimento”, ressaltou.

Luciano destaca que os restaurantes e bares precisam de novas medidas de prevenção ao coronavírus, para que as atividades possam ser retomadas. “Por isso estou pedindo à Prefeitura, a flexibilização de algumas medidas, para evitar o fechamento de restaurantes e bares”, destacou o vereador.

Entre as medidas sugeridas pelo vereador, estão o horário de funcionamento dos bares e restaurantes, que seria das 08h à 00h, restrição de público a 50% da capacidade do estabelecimento, utilização de máscaras faciais, já previsto em decreto municipal, distância de 1,5 metro entre as mesas e a manutenção da ventilação do ambiente. Fora estas medidas, o parlamentar também lembrou da disponibilização de álcool em gel 70% na entrada do estabelecimento para higienização dos clientes, higienização do estabelecimento e a disponibilização de sabonete líquido e papel toalha nos lavatórios.

Jornal Midiamax