Política

‘Tá apavorado com o ‘curuvico’? É só tomar tereré com os outros’, ironiza vereador de MS

Vídeo que circula nas redes sociais mostra o vereador Carlos Henrique Nolasco (PSDB), que preside a Câmara Municipal de Sidrolândia, ironizando condutas adotadas contra coronavírus. Em 55 segundos, ele dá ‘dicas’ como acordar cedo, comer carreteiro com ovo frito e tomar tereré, para evitar contaminação. “Deixa eu falar o seguinte, está apavorado com esse negócio […]

Mayara Bueno Publicado em 15/07/2020, às 08h50 - Atualizado às 14h22

Vereador de MS disse que vídeo foi feito no começo da pandemia. (Foto: Reprodução/Video).
Vereador de MS disse que vídeo foi feito no começo da pandemia. (Foto: Reprodução/Video). - Vereador de MS disse que vídeo foi feito no começo da pandemia. (Foto: Reprodução/Video).

Vídeo que circula nas redes sociais mostra o vereador Carlos Henrique Nolasco (PSDB), que preside a Câmara Municipal de Sidrolândia, ironizando condutas adotadas contra coronavírus. Em 55 segundos, ele dá ‘dicas’ como acordar cedo, comer carreteiro com ovo frito e tomar tereré, para evitar contaminação.

“Deixa eu falar o seguinte, está apavorado com esse negócio de ‘curuvico’? é só acordar cedo, mas bem cedo, comer carreteiro de manhã cedo, com ovo frito, banha de porco, tomar tereré com os outros, apertar na mão dos outros, não tem nada, ninguém pega isso, não, negócio de ‘curuvico’, fica tranquilo, gurizada, que Deus protege, que guarda nós e guarda vocês”.

O parlamentar continua dizendo que a ‘gurizada da padaria’ que estaria ‘louca’ só come ‘miolo de pão’. “Daí pega mesmo, não pega se tomar tereré cedo, chupar laranja, comer torresmo”. À reportagem, Carlos Henrique afirmou nesta quarta-feira (15) que o vídeo foi feito no começo da pandemia, levando em consideração que ela ainda não contabilizada tantos casos em Mato Grosso do Sul.

“Sou eu sim, mas é antigo e foi postado num grupo restrito. Estão usando de má fé, numa situação política”. Afirmou, ainda, que devolveu R$ 200 mil para a Secretaria de Saúde de Sidrolândia usar no combate ao coronavírus, além de R$ 10 mil em remédios, dizendo que, sobre esse assunto, a reportagem não o aciona.

Segundo o vereador, o vídeo foi uma “forma jocosa, engraçada, animada” de tentar tranquilizar e passar a mensagem de que o vírus tinha de ser combatido, mas sem pânico, para participantes do grupo que estavam preocupados. “Pegaram sem minha permissão, estão usando para difamar. Não postei em rede social”, disse.

Jornal Midiamax