Política

Suspensas pesquisas eleitorais em Corumbá e Ladário

A juíza Luiza Vieira Sá de Figueiredo, da 7ª Zona Eleitoral de Corumbá, determinou a suspensão de duas pesquisas eleitorais em Ladário e Corumbá. Os dois levantamentos foram feitos pelo instituto Itop. Em Corumbá, o pedido foi feito pela coligação “Corumbá Merece Respeito”. Os advogados sustentaram que o instituto não citou em quais bairros ou […]

Adriel Mattos Publicado em 08/10/2020, às 13h23 - Atualizado às 13h33

Anderson Gallo/Diário Corumbaense
Anderson Gallo/Diário Corumbaense - Anderson Gallo/Diário Corumbaense

A juíza Luiza Vieira Sá de Figueiredo, da 7ª Zona Eleitoral de Corumbá, determinou a suspensão de duas pesquisas eleitorais em Ladário e Corumbá. Os dois levantamentos foram feitos pelo instituto Itop.

Em Corumbá, o pedido foi feito pela coligação “Corumbá Merece Respeito”. Os advogados sustentaram que o instituto não citou em quais bairros ou a área coletaria os dados, e não acrescentou essa informação até o limite do prazo legal.

A juíza acatou os argumentos da defesa e ainda determinou que o instituto removesse os resultados da pesquisa em publicações em seu site e nas redes sociais.

Já em Ladário, o pedido foi formulado pelo partido Cidadania. A defesa também alegou que faltou informar a área de abrangência do levantamento. No primeiro caso, a multa em caso de descumprimento é de R$ 5 mil por dia e no segundo, de R$ 1 mil.

O instituto tem dois dias para se defender nos processos e o MPE (Ministério Público Eleitoral) tem apenas um para emitir um parecer.

Jornal Midiamax