Política

Sessão na Câmara de Campo Grande dura 20 minutos e termina sem votação de projetos nesta 5ª

Nesta quinta-feira (7), a sessão da Câmara Municipal de Campo Grande durou 20 minutos e, sem os vereadores autores dos quatro projetos de leis pautados, não foi possível a análise de nenhuma medida. Desde março, os parlamentares fazem sessões restritas, sem público e imprensa no plenário, em virtude da pandemia de coronavírus (Covid-19) e a […]

Mayara Bueno Publicado em 07/05/2020, às 10h07 - Atualizado em 19/07/2020, às 19h50

Sessão da Câmara Municipal de Campo Grande, atualmente transmitida nas redes sociais, sem público e imprensa no plenário. (Foto: Reprodução,
Facebook)
Sessão da Câmara Municipal de Campo Grande, atualmente transmitida nas redes sociais, sem público e imprensa no plenário. (Foto: Reprodução, Facebook) - Sessão da Câmara Municipal de Campo Grande, atualmente transmitida nas redes sociais, sem público e imprensa no plenário. (Foto: Reprodução, Facebook)

Nesta quinta-feira (7), a sessão da Câmara Municipal de Campo Grande durou 20 minutos e, sem os vereadores autores dos quatro projetos de leis pautados, não foi possível a análise de nenhuma medida. Desde março, os parlamentares fazem sessões restritas, sem público e imprensa no plenário, em virtude da pandemia de coronavírus (Covid-19) e a necessidade de distanciamento social.

A reunião de hoje começou por volta das 09h30 e terminou 09h50. Antes de encerrar a sessão, os vereadores assinaram um termo de cooperação com a Cruz Vermelha, para desenvolvimento de trabalho de auxílio a moradores do Parque do Lageado.

Estavam na pauta de votação, em primeira discussão, projetos que institui ações que promovam inclusão das pessoas com deficiência intelectual e múltipla em Campo Grande, dos vereadores João Rocha (PSDB) e Otávio Trad (PSD), e o que cria programa Banco de Ração e Utensílios para Animais, do vereador Dr. Cury (DEM).

Os vereadores votariam também proposta que chama de Praça Esportiva Disvaldo de Souza Bezerra a praça localizada entre as Avenidas Araticum, Grande Floresta e Rua Anacá, na Moreninha III, do vereador Chiquinho Telles (PSD).

Por fim, será votada medida que denomina de Praça Artemizia da Silva Lima a área localizada no Bairro Guanandi, de autoria do vereador Veterinário Francisco.

Jornal Midiamax