Política

Sem chapa majoritária, MDB de Dourados aprova aliança com Barbosinha

Sem chapa majoritária, o MDB (Movimento Democrático Brasileiro) aprovou na manhã deste sábado (12), por 32 votos favoráveis e sete contrários,  o apoio ao candidato do Democratas, José Carlos Barbosa, o Barbosinha (DEM). Além da aliança, o partido também definiu os 29 nomes  que irão disputar vagas  na Câmara de Vereadores. “Temos certeza que  estamos […]

Marcos Morandi Publicado em 12/09/2020, às 12h49 - Atualizado às 16h58

Apoio a Barbosinha foi selado em convenção do MDB. (Foto: Marcos Morandi)
Apoio a Barbosinha foi selado em convenção do MDB. (Foto: Marcos Morandi) - Apoio a Barbosinha foi selado em convenção do MDB. (Foto: Marcos Morandi)

Sem chapa majoritária, o MDB (Movimento Democrático Brasileiro) aprovou na manhã deste sábado (12), por 32 votos favoráveis e sete contrários,  o apoio ao candidato do Democratas, José Carlos Barbosa, o Barbosinha (DEM). Além da aliança, o partido também definiu os 29 nomes  que irão disputar vagas  na Câmara de Vereadores.

“Temos certeza que  estamos escolhendo o melhor caminho nesse momento ao decidirmos apoiar a candidatura de Barbosinha. E o nome que reúne as melhores condições  para fazer um trabalho de reconstrução de Dourados pela sua competência e também pelo que tem do Governo do Estado e também de pessoas com bastante trânsito junto às esferas federais”, afirmou Câmara.

Segundo o deputado emedebista, durante o percurso até agora percorrido, foram realizadas algumas conversas entre os dois partido até a definição pelo apoio à candidatura do Democratas. “Barbosinha é único que tem um projeto diferente para o desenvolvimento de Dourados e que terá as ferramentas necessárias para transformar essa cidade. Tenho plena certeza que irá dar um choque de gestão após ser eleito”.

Presente na convenção do MDB, Barbosinha ressaltou ao Midiamax a importância do apoio recebido e afirmou que está preparado realizar uma campanha projetada na transformação de Dourados e com a participação do maior número possível de partidos  que estejam comprometidos as mudanças que a cidade precisa.

“Estou muito feliz com essa aliança aqui homologada. O MDB, quando ainda era PMDB, faz parte da minha história. Foi através dele que exerci o cargo de prefeito em Angélica”, declarou o deputado estadual e pré-candidato a prefeito.

Ele também afirmou que espera contar agregar pelos menos seis partidos em tono do seu projeto político. “Ainda tem gente que pode chegar e caminhar com a gente”, concluiu, em referência ao leque de aliança que está sendo construído em torno do seu nome.

Jornal Midiamax