Política

Projeto quer garantir acompanhante a deficientes em hospitais na pandemia

Projeto de lei de n.º 105/2020, protocolado nesta terça-feira (2) na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), quer assegurar o direito de pessoas com deficiência a acompanhante nos hospitais e unidades de pronto atendimento, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo o autor da proposta, deputado estadual Evander Vendramini (PP), têm ocorrido […]

Danúbia Burema Publicado em 02/06/2020, às 15h09 - Atualizado às 15h11

Evander Vendramini é autor da proposta. (Divulgação)
Evander Vendramini é autor da proposta. (Divulgação) - Evander Vendramini é autor da proposta. (Divulgação)

Projeto de lei de n.º 105/2020, protocolado nesta terça-feira (2) na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), quer assegurar o direito de pessoas com deficiência a acompanhante nos hospitais e unidades de pronto atendimento, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o autor da proposta, deputado estadual Evander Vendramini (PP), têm ocorrido restrições quanto à presença de acompanhantes e visitas aos pacientes nessas condições. “A medida é aplicada para pacientes com alguma deficiência intelectual ou cognitiva. No entanto, a proposta deste projeto é de assegurar que não haja exceções e que todas as unidades mantenham o direito estabelecido em lei, independentemente do estado de calamidade pública decretado no Estado”, explicou.

O texto proposto assegura o direito às pessoas com deficiência que estejam internadas ou em observação, ainda que decretado estado de calamidade pública ou emergência. Além da permissão, a unidade de saúde deverá proporcionar condições adequadas para a permanência do acompanhante em tempo integral. Após ser protocolado na sessão desta terça-feira (2), o projeto segue para apreciação da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação).

Jornal Midiamax