Política

Projeto prevê que crianças sem vagas nas ceinfs sejam cuidadas por ‘mães crecheiras’ na Capital

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou um projeto de lei que institui diretrizes para o Programa Creche Domiciliar na cidade. Votado em regime de urgência, este foi um dos 12 documentos analisados pelos vereadores nesta quinta-feira (10). O programa, de autoria do vereador Odilon de Oliveira (PSD), institui o atendimento alternativo de crianças de […]

Fábio Oruê Publicado em 10/12/2020, às 18h47

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação) - (Foto: Divulgação)

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou um projeto de lei que institui diretrizes para o Programa Creche Domiciliar na cidade. Votado em regime de urgência, este foi um dos 12 documentos analisados pelos vereadores nesta quinta-feira (10).

O programa, de autoria do vereador Odilon de Oliveira (PSD), institui o atendimento alternativo de crianças de 0 a 4 anos de idade, as chamadas “Mães Crecheiras”, para reduzir o déficit de vagas em creches na Capital.

Conforme o vereador, o programa prevê inicialmente a oferta de cursos de capacitação para que pessoas sejam habilitadas para cuidar de crianças. Após essa capacitação da prefeitura, a certificação e a autorização para trabalhar, essa pessoa é reconhecida como “Mãe Crecheira”.

Dessa forma, mães que não tem onde e nem com quem deixar os filhos para trabalhar ou buscar uma oportunidade de emprego podem deixar as crianças nessas casas com as cuidadoras.

O projeto foi aprovado pelos vereadores, mas ainda depende de sanção do prefeito Marquinhos Trad (PSD) para se tornar Lei.

Jornal Midiamax