Política

Prefeitura manda projeto para corrigir vagas em carreiras da saúde

A Prefeitura de Campo Grande enviou projeto de lei para corrigir quantitativo de vagas de servidores da saúde. Nesta terça-feira (22), a Câmara Municipal de Campo Grande faz a última sessão de 2020 e pode pautar a medida em regime de urgência. Segundo a mensagem, encaminhada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), a proposta só corrige […]

Mayara Bueno Publicado em 22/12/2020, às 09h30

Materiais são destinados às estruturas de saúde vinculadas à Sesau. (Foto: Divulgação Sesau/Arquivo).
Materiais são destinados às estruturas de saúde vinculadas à Sesau. (Foto: Divulgação Sesau/Arquivo). - Materiais são destinados às estruturas de saúde vinculadas à Sesau. (Foto: Divulgação Sesau/Arquivo).

A Prefeitura de Campo Grande enviou projeto de lei para corrigir quantitativo de vagas de servidores da saúde.

Nesta terça-feira (22), a Câmara Municipal de Campo Grande faz a última sessão de 2020 e pode pautar a medida em regime de urgência.

Segundo a mensagem, encaminhada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), a proposta só corrige um erro na legislação sobre o assunto, aprovada anteriormente.

“Os planos que instituem as carreiras na área de saúde e que já estão aprovados, em fase de implantação, são imprescindíveis para uma melhor estruturação do sistema de saúde”.

A correção proposta é adotada porque as legislações aprovadas não levaram em consideração quantitativos já existentes.

Com o projeto de lei, no cargo de enfermeiro, são previstos 530 servidores; técnico em enfermagem, 1060; médico 12 horas, 400; odontológo 20 horas, 202; médico 24 horas, 1301; odontólogo 24 horas, 170. Médico 40 horas, 96.

Médico veterinário, 28; assistente social, 142; farmacêutico, 181; fisioterapeuta, 35; fonoaudiólogo, 30; nutricionista, 27; profissional de Educação Física, 30; psicólogo, 71, e terapeuta ocupacional, 12.

Também serão criados 157 cargos de técnico especializado em saúde e 12 do mesmo tipo, mas para área de Odontologia.

Por fim, o mesmo projeto traz mudança em medida sobre auditores fiscais, estabelecendo 130 de auditor fiscal de cadastro e urbanismo II; 61 de auditor fiscal de cadastro e urbanismo I e 65 de auditor fiscal de meio ambiente.

Jornal Midiamax