Política

Prefeito reeleito de Três Lagoas define secretários para a próxima gestão

Prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro (PSDB), definiu os secretários para o seu segundo mandato. A posse acontece no dia 1º de janeiro de 2021, mas Guerreiro já havia anunciado seu secretariado teria mudanças. O anúncio e posse dos secretários também ocorre no mesmo dia 1º de janeiro, após o prefeito e vereadores diplomados serem […]

Fábio Oruê Publicado em 24/12/2020, às 20h49

Prefeitura de Três Lagoas. (Foto: Arquivo)
Prefeitura de Três Lagoas. (Foto: Arquivo) - Prefeitura de Três Lagoas. (Foto: Arquivo)

Prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro (PSDB), definiu os secretários para o seu segundo mandato. A posse acontece no dia 1º de janeiro de 2021, mas Guerreiro já havia anunciado seu secretariado teria mudanças.

O anúncio e posse dos secretários também ocorre no mesmo dia 1º de janeiro, após o prefeito e vereadores diplomados serem empossados. Segundo reportagem do Jornal do Povo, na reestruturação administrativa, Guerreiro vai dar espaço para dois vereadores atuais que não conseguiram a reeleição. Antônio Rialino (MDB) e Celso Yamaguti (PSDB) são primeiros suplentes de seus respectivos partidos.

Rialino vai assumir a Secretaria da Juventude Esporte e Lazer (Sejuvel), no lugar de Juscelino de Carvalho, que deve continuar fazendo parte da administração, mas em outro cargo. A Secretaria de Meio Ambiente será comandada por Celso Yamaguti.

O atual secretário, Toniel Fernandes vai para o comando da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, no lugar de José Aparecido de Moraes, que será chefe de gabinete, função que já exerceu no início do primeiro mandato de Guerreiro.

Celso Yamaguti também já havia comandado a Secretaria de Meio Ambiente por dois anos nesse primeiro mandato de Guerreiro. Em 2018, assumiu a vaga de vereador no lugar de Marisa Rocha que havia de afastado para comandar a Secretaria de Esportes.

Outra mudança será na Secretaria de Educação. A atual secretária, Heliety Antiqueira será substituída pela diretora Educacional e Pedagógica da pasta, Ângela Brito.

Desde o início do primeiro mandato de Guerreiro, Ângela Brito, já era cogitada para assumir o comando da Secretaria de Educação, mas por indicação política, o cargo foi ocupado pela professora Maria Célia Medeiros, que deixou a pasta em janeiro do ano passado, após dois anos à frente da secretaria.

Os demais secretários devem permanecer no cargo. Adriano Barreto continuará na Secretaria de Obras, Maria Angelina Zuque, na de Saúde, Vera Helena, na Assistência Social, Gilmar Tabone, na de Administração, Soyla Garcia, na de Finanças, e Daynler Leonel, na de Governo.

Jornal Midiamax