Política

Após desmarcar convenção, dirigentes dizem que PP é ‘um dos partidos mais organizados’

Depois de desmarcar convenção municipal publicada em edital, os presidentes estadual e municipal do PP se defenderam dizendo que o partido é um dos mais organizados em Mato Grosso do Sul. No último sábado (15), estava marcada convenção, publicada em edital para escolher a presidência municipal e definir os rumos das eleições em Campo Grande. […]

Renata Volpe Publicado em 19/02/2020, às 07h42 - Atualizado às 12h29

Da esquerda para direita, o vereador Cazuza e os deputados estaduais Evander Vendramini e Gerson Claro, todos do PP. (Divulgação)
Da esquerda para direita, o vereador Cazuza e os deputados estaduais Evander Vendramini e Gerson Claro, todos do PP. (Divulgação) - Da esquerda para direita, o vereador Cazuza e os deputados estaduais Evander Vendramini e Gerson Claro, todos do PP. (Divulgação)

Depois de desmarcar convenção municipal publicada em edital, os presidentes estadual e municipal do PP se defenderam dizendo que o partido é um dos mais organizados em Mato Grosso do Sul.

No último sábado (15), estava marcada convenção, publicada em edital para escolher a presidência municipal e definir os rumos das eleições em Campo Grande. Mas, na sede do partido, no bairro Santa Fé não tinha ninguém. O vereador Cazuza que conduz a legenda na Capital, disse na oportunidade que nenhum correligionário poderia comparecer no dia e então, outra reunião seria marcada. A situação mostrou o que os vereadores Valdir Gomes e Dharleng Campos disseram outras vezes sobre a desorganização na sigla. 

Segundo o deputado estadual Evander Vendramini e presidente regional, o PP é um dos partidos mais organizados do Estado. “Cazuza publicou o edital, mas não perguntou se no dia todos os correligionários poderiam, ai precisou desmarcar e deve marcar em 15 dias”.

Vendramini defendeu que a organização na legenda deve-se a definição da pré-candidatura a prefeito. “Temos pré-candidato a prefeito que está causando irritação na oposição. O Esacheu Nascimento tem apoio da nacional, é bom no segmento dele”.

Sobre os vereadores que reclamam da desorganização da sigla desde o ano passado, o presidente estadual tentou explicar a situação. “Valdir Gomes tem ligação grande com o Marquinhos Trad e com o PSD e por isso vai sair, e a gente não apoia o atual prefeito”.

Campo Grande

Conforme o vereador Cazuza, a próxima convenção do PP para escolha da presidência municipal ainda será marcada. “A gente vai definir a data ainda essa semana.  Não existe essa desorganização, isso daí são pessoas que querem desqualificar. O partido está organizado, estamos conversando com um monte de gente, vamos ter candidatos a vereadores, estamos montando a chapa, temos um pré candidato a prefeito, que está buscando se destacar no trabalho que já vem sendo feito. Então o partido está organizado, estamos no momento certo para poder anunciar o que por enquanto é trabalho de bastidores”.

No Estado

Evander Vendramini comentou que o PP vai ter de 10 a 15 pré-candidatos em municípios do interior de Mato Grosso do Sul. “Estruturamos o partido, de 15 diretórios e eu e Gerson Claro já conseguimos estruturar 60 diretórios no Estado”.

O deputado citou algumas cidades e nomes já definidos para o pleito: Em Aquidauana com o Joaquim Paz; Em Bela Vista com o Douglas Gomes que já foi prefeito e vereador; Em Coxim com Serginho Alexandre e em Nova Alvorada do Sul com a Patrícia Cézar.

Jornal Midiamax