Política

PF prende blogueiro que acusou suposto esquema de laranjas no PSL envolvendo Soraya Thronicke

O blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio foi preso novamente pela Polícia Federal. A prisão foi determinada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, que entendeu que Eustáquio descumpriu medidas cautelares determinadas pela Corte. Ao ser liberado da cadeia em julho, o STF determinou que o blogueiro não podia sair de Brasília sem autorização […]

Evelin Cáceres Publicado em 17/11/2020, às 10h34 - Atualizado às 10h59

Osvaldo Eustáquio, preso novamente pela PF nesta terça
Osvaldo Eustáquio, preso novamente pela PF nesta terça - Osvaldo Eustáquio, preso novamente pela PF nesta terça

O blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio foi preso novamente pela Polícia Federal. A prisão foi determinada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, que entendeu que Eustáquio descumpriu medidas cautelares determinadas pela Corte.

Ao ser liberado da cadeia em julho, o STF determinou que o blogueiro não podia sair de Brasília sem autorização judicial. Ele também não poderia usar as redes sociais. No entanto, nas últimas semanas, ele chegou a publicar vídeos denunciando suposto esquema de laranjas no PSL, apontando a senadora de Mato Grosso do Sul Soraya Thronicke e Luciano Bivar, presidente do partido, de capitanearem o esquema. Ambos negam as acusações feitas ao blogueiro pelo deputado federal Nereu Crispim, do PSL do Rio Grande do Sul.

Em uma das gravações postadas nas redes sociais, o blogueiro também fez acusações contra Guilherme Boulos (PSOL). O vídeo foi retirado do ar por ordem da Justiça Eleitoral, que entendeu se tratar de notícias falsas.

De acordo com a nova decisão do ministro Alexandre de Morais, Eustáquio deverá usar tornozeleira eletrônica e cumprir prisão domiciliar. No Twitter, o blogueiro comentou a decisão do STF. Segundo ele, a prisão foi motivada pelas “denúncias da trama do golpe de Luciano Bivar (PSL) e o laranjal de Guilherme Boulos” que ele fez nas redes.

Oswaldo Eustáquio é investigado junto do blogueiro Allan dos Santos e da extremista Sara Winter no inquérito que investiga suposto esquema de organização e financiamento de atos em defesa da ditadura militar e pelo fechamento do Congresso Nacional.

Jornal Midiamax