Política

Pandemia prejudica contato com eleitores, diz pré-candidato sobre adiamento das eleições

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito em Campo Grande, Pedro Kemp (PT) concordou com o adiamento das eleições municipais para novembro e disse que a pandemia do coronavírus prejudica o contato com os eleitores. Segundo Kemp, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) teve uma decisão acertada. “Primeiro, porque a prioridade sempre tem que ser preservar […]

Renata Volpe Publicado em 17/06/2020, às 11h43

Deputado Pedro Kemp concorda com o adiamento das eleições. (Divulgação)
Deputado Pedro Kemp concorda com o adiamento das eleições. (Divulgação) - Deputado Pedro Kemp concorda com o adiamento das eleições. (Divulgação)

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito em Campo Grande, Pedro Kemp (PT) concordou com o adiamento das eleições municipais para novembro e disse que a pandemia do coronavírus prejudica o contato com os eleitores.

Segundo Kemp, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) teve uma decisão acertada. “Primeiro, porque a prioridade sempre tem que ser preservar a saúde e a vida das pessoas”. A Covid-19 segue em avanço no Estado, com mais de 4 mil casos registrados nesta quarta-feira (17).

Ainda segundo o petista, o período de pandemia prejudica a campanha eleitoral. “Em razão da dificuldade de contatos com os eleitores. Espero que até a nova data já tenhamos uma situação melhor no país”.

Adiamento

Na terça-feira (16), autoridades e especialistas em saúde participaram de reunião virtual para discutir a possibilidade de adiamento das eleições, devido à pandemia causada pelo coronavírus.

O consenso, segundo informações do TSE, era que o pleito eleitoral ocorresse ainda neste ano, mesmo que com a data modificada. Até então, de acordo com o calendário eleitoral, a eleição ocorreria em 4 de outubro.

Ainda na reunião, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, destacou que “esse foi um encontro interessante entre ciência, direito e política com a proposta de encontrarmos a melhor solução para o país”.

Jornal Midiamax