Política

No 1º semestre, Câmara de Campo Grande realizou 44 sessões e aprovou 92 projetos

Prestes a entrar de recesso, a Câmara Municipal de Campo Grande apresentou balanço do primeiro semestre nesta quinta-feira (16).

Dândara Genelhú Publicado em 16/07/2020, às 15h07 - Atualizado às 17h16

Vereadores de Campo Grande, quando ainda faziam sessões no plenário. (Foto: Izaías Medeiros/Câmara Municipal de Campo Grande/Arquivo).
Vereadores de Campo Grande, quando ainda faziam sessões no plenário. (Foto: Izaías Medeiros/Câmara Municipal de Campo Grande/Arquivo). - Vereadores de Campo Grande, quando ainda faziam sessões no plenário. (Foto: Izaías Medeiros/Câmara Municipal de Campo Grande/Arquivo).

Prestes a entrar de recesso, a Câmara Municipal de Campo Grande apresentou balanço do primeiro semestre nesta quinta-feira (16). Com a última sessão do semestre, foram realizadas 44 sessões ordinárias e 92 projetos foram aprovados pelos vereadores campo-grandenses.

No total, foram apresentados 324 projetos de lei e projetos de lei complementar. Desses, 92 foram aprovados, 183  seguem em tramitação e outros 49 foram arquivados.

Assim, também foram apresentados 32 requerimentos escritos e mais de 19 mil indicações, que servem para dar destaque aos assuntos municipais que precisam de melhorias. No primeiro semestre, a Casa de Leis elaborou três projetos de resoluções, sendo que um foi aprovado e dois estão em tramitação.

Outros 69 projetos de decretos legislativos, com quatro aprovações, 58 em tramitação e sete arquivações, também passaram pela Câmara. A Casa ainda expediu mais de 2 mil ofícios e recebeu, entre diversos remetentes e de origem da Prefeitura, outros 398.

Além das sessões ordinárias, que tiveram que ser adaptadas às recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) após o início da pandemia do coronavírus, foram realizadas outras reuniões. No primeiro semestre aconteceram 11 audiências públicas, que desde março acontecem de forma remota, e 12 lives para tratar sobre a pandemia.

Do Executivo, a Câmara de Vereadores recebeu 43 projetos, entre os de lei e de lei complementar. Então, dos projetos da Prefeitura, 27 foram aprovados e cinco retirados a pedido do próprio Poder. Assim, outros 11 seguem em tramitação. Por fim, dos 16 vetos que foram analisados pelos vereadores, 13 foram mantidos, um foi retirado e outros dois ainda tramitam na Casa.

Recesso

Os vereadores entraram em recesso e devem voltar aos trabalhos da Câmara em 4 de agosto, a partir das 9h. No retorno, deve acontecer a primeira sessão ordinária do segundo semestre de 2020.

Todos os parlamentares estarão na Comissão Representativa para atuar durante o recesso parlamentar, que vai de 17 a 31 de julho. Os setores administrativos da Casa de Leis funcionarão normalmente durante o período de recesso, com atendimento ao público das 8h às 12h.

Jornal Midiamax