Política

Na Rússia, Nelsinho estuda alternativas de energia e defende vacina contra Covid-19

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS), presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal, se reuniu nesta quinta-feira (29) com autoridades e empresários russos para discutir energia nuclear. Ele esteve em um centro nuclear, parte de sua visita diplomática. O principal compromisso foi pedir ao governo do país que liberte o motorista […]

Adriel Mattos Publicado em 29/10/2020, às 11h00 - Atualizado às 12h05

Foto: Reprodução, Instagram
Foto: Reprodução, Instagram - Foto: Reprodução, Instagram

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS), presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal, se reuniu nesta quinta-feira (29) com autoridades e empresários russos para discutir energia nuclear.

Ele esteve em um centro nuclear, parte de sua visita diplomática. O principal compromisso foi pedir ao governo do país que liberte o motorista brasileiro Robson de Oliveira, preso há quase dois anos por tráfico de drogas.

Também ontem, quarta-feira (28), em entrevista à revista IstoÉ, o senador criticou a politização em torno da vacina Coronavac, que está em fase de testes em parceria do Instituto Butantan com a farmacêutica chinesa Sinovac.

“A partir do momento que a vacina estiver pronta, vai ter o órgão competente para liberar, não importa a origem. Tudo que politizou, só gerou confusão. Vamos deixar quem é de direito a fazer a análise. Se for aprovada, todo mundo vai querer tomar”, afirmou.

Sobre a Sputnik V, a vacina russa, Nelsinho disse que vai procurar informações sobre ela. O Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná) firmou parceria com a Rússia para trazer a vacina ao Brasil.

“Autoridades russas já tomaram. Vou procurar saber, as novidades, com o órgão de controle. O mundo precisa disso daí [vacina]”, ressaltou.

Jornal Midiamax