Política

Marquinhos decide sobre Campo Grande, diz Nelsinho sobre escolha de vice

O PSD definiu como será feita a escolha dos candidatos  para as eleições municipais deste ano em Mato Grosso do Sul. O senador Nelsinho Trad, presidente regional da sigla no Estado, vai cuidar do interior e o pré-candidato à reeleição, Marquinhos Trad, define como fica Campo Grande. Durante o evento do Governo Presente que é […]

Renata Volpe Publicado em 06/03/2020, às 20h16 - Atualizado em 19/07/2020, às 20h13

Senador Nelson Trad Filho (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax).
Senador Nelson Trad Filho (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax). - Senador Nelson Trad Filho (Marcos Ermínio, Jornal Midiamax).

O PSD definiu como será feita a escolha dos candidatos  para as eleições municipais deste ano em Mato Grosso do Sul. O senador Nelsinho Trad, presidente regional da sigla no Estado, vai cuidar do interior e o pré-candidato à reeleição, Marquinhos Trad, define como fica Campo Grande.

Durante o evento do Governo Presente que é realizado na noite desta sexta-feira (6), Nelsinho não revela se o PSDB deve indicar o pré-candidato a vice-prefeito de Marquinhos. “Quem vai conduzir o destino de Campo Grande é o prefeito Marquinhos Trad, estamos cuidando do interior”.

Porém, o prefeito se nega a falar de política antes das convenções, que acontecem a partir de julho. Nomes como o secretário especial de Governo, Carlos Alberto Assis (PSDB) e o presidente da Câmara de Vereadores da Capital, João Rocha (PSDB), já foram cotados como candidatos a vice.

Com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento Rural) e de emendas da bancada estadual e federal, o investimento do Governo Presente é de R$ 4,2 bilhões. “O PSD está alinhado com desenvolvimento e progresso, disse Nelsinho, fizemos parte de arrumar como coordenador da bancada federal  muitas verbas para o Governo Presente. A parceira tem que se fazer cada vez mais realidade e Campo Grande tem visto as obras em parceria com o Governo do Estado. A nossa parte na Bancada Federal nós temos feito, a questão política o prefeito tem que pactuar com o governador”.

Jornal Midiamax