Política

Fora da disputa pela prefeitura de Campo Grande, Contar diz que já está de saída do PSL

Oficialmente fora da disputa pela prefeitura de Campo Grande, após o partido anunciar nesta quinta-feira (21) a pré-candidatura a prefeito do vereador Vinícius Siqueira (PSL), o deputado estadual Capitão Contar (PSL) está de malas prontas para deixar o PSL, aguardando apenas a formalização do Aliança pelo Brasil. “Embora meu nome já fosse comentado nos bastidores […]

Danúbia Burema Publicado em 21/05/2020, às 18h09 - Atualizado em 14/07/2020, às 16h31

Deputado estadual Capitão Contar (PSL) | Foto: Wagner Guimarães | Alems | Divulgação
Deputado estadual Capitão Contar (PSL) | Foto: Wagner Guimarães | Alems | Divulgação - Deputado estadual Capitão Contar (PSL) | Foto: Wagner Guimarães | Alems | Divulgação

Oficialmente fora da disputa pela prefeitura de Campo Grande, após o partido anunciar nesta quinta-feira (21) a pré-candidatura a prefeito do vereador Vinícius Siqueira (PSL), o deputado estadual Capitão Contar (PSL) está de malas prontas para deixar o PSL, aguardando apenas a formalização do Aliança pelo Brasil.

“Embora meu nome já fosse comentado nos bastidores e despontado em pesquisas, não seria ético nem coerente ocupar essa vaga, estando alinhada a minha saída do partido com o Presidente Bolsonaro”, afirmou o parlamentar em postagem nas redes sociais.

Ao Jornal Midiamax, ele afirmou que a saída do PLS ‘sempre esteve nos planos’ e lamentou que a nova legenda não tivesse ficado pronta a tempo de fazer a mudança para disputar a eleição sem o risco de perder o mandato. “Não posso mudar de partido”, enfatizou sobre o pleito deste ano.

Por isso, Contar seguirá o plano de aguardar a formalização pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Questionado se aguarda apenas a criação para migrar, Contar respondeu que ‘sim, isso sempre esteve nos planos, mas o aliança não ficou pronto esse ano’, sobre o adiamento do planos.

Já em relação à prefeitura de Campo Grande, o parlamentar admitiu que havia recebido convite do PSL, mas disse que nunca confirmou ter aceitado. “Meu nome tinha sido escolhido pelo Partido. Mas havia a questão partidária no meio”.

Após anúncio da pré-candidatura de Vinícius Siqueira, Contar divulgou nota informando que terá participação efetiva nas eleições deste ano, esforçando-se para eleger “melhor candidato para a população da Capital”.

Jornal Midiamax