Política

Ficar na enfermaria já assusta, diz vereador Odilon Oliveira após internação por coronavírus

Recuperado do coronavírus, o vereador Odilon de Oliveira (PSD) conta que, mesmo com caso considerado leve, o diagnóstico positivo assustou e foi suficiente para deixá-lo na enfermaria do Hospital Ele Kadri por quatro dias. Em 24 de julho, ele publicou vídeo em suas redes sociais falando sobre o seu quadro, até então considerado suspeito. Na […]

Mayara Bueno Publicado em 06/08/2020, às 10h40 - Atualizado às 13h13

Vereador Odilon de Oliveira Junior durante sessão na Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Izaías Medeiros, CMCG, Arquivo).
Vereador Odilon de Oliveira Junior durante sessão na Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Izaías Medeiros, CMCG, Arquivo). - Vereador Odilon de Oliveira Junior durante sessão na Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Izaías Medeiros, CMCG, Arquivo).

Recuperado do coronavírus, o vereador Odilon de Oliveira (PSD) conta que, mesmo com caso considerado leve, o diagnóstico positivo assustou e foi suficiente para deixá-lo na enfermaria do Hospital Ele Kadri por quatro dias. Em 24 de julho, ele publicou vídeo em suas redes sociais falando sobre o seu quadro, até então considerado suspeito.

Na segunda-feira (3), o parlamentar recebeu alta definitiva. Apesar de ter deixado a instituição de saúde antes disso, Odilon Junior cumpria o restante do tratamento de coronavírus isolado em casa. “No começo fiquei assustado com o diagnóstico, embora tenham me dito que meu caso era leve em razão do baixo comprometimento do pulmão”. Ele afirma que, por tomar os cuidados necessários, não imaginou que seria infectado.

“Fico imaginando a angústia das pessoas que tiveram casos mais graves”. Na sessão de terça-feira (4), quando a Câmara Municipal de Campo Grande retornou as sessões, de forma remota, por causa do coronavírus, o Odilon de Oliveira comentou a recuperação da doença.

Ainda quando anunciou a internação, o vereador disse que apresentou febre, dor no corpo, nos olhos e nos ouvidos e também teve falta de ar.

Jornal Midiamax