Política

Ex-vereadora de Campo Grande muda de partido para concorrer eleições

A ex-vereadora de Campo Grande, Luiza Ribeiro se filiou ao PT para disputar novamente às eleições para Câmara Municipal este ano. Ela era filiada ao PPS. Luiza cumpriu mandato de quatro anos entre 2012 e 2016, se candidatou à reeleição, mas não obteve votos suficientes para ocupar o cargo. Com anúncio feito no Facebook na última […]

Renata Volpe Publicado em 13/06/2020, às 16h05 - Atualizado às 18h12

Luiza Ribeiro foi vereadora de Campo Grande por um mandato. (Arquivo, Divulgação)
Luiza Ribeiro foi vereadora de Campo Grande por um mandato. (Arquivo, Divulgação) - Luiza Ribeiro foi vereadora de Campo Grande por um mandato. (Arquivo, Divulgação)

A ex-vereadora de Campo Grande, Luiza Ribeiro se filiou ao PT para disputar novamente às eleições para Câmara Municipal este ano. Ela era filiada ao PPS.

Luiza cumpriu mandato de quatro anos entre 2012 e 2016, se candidatou à reeleição, mas não obteve votos suficientes para ocupar o cargo. Com anúncio feito no Facebook na última quinta-feira (11), a política postou uma foto ao lado do deputado estadual Pedro Kemp (PT) pré-candidato do partido a prefeito de Campo Grande.

Na postagem, Luiz confirma a pré-candidatura. “Me filiei por reconhecer, nesta organização, a defesa das bandeiras que acredito serem imprescindíveis para dar uma vida melhor aos brasileiros. Também por identificar a contribuição do PT para o Brasil, especialmente para aqueles que mais necessitam do Estado”.

Ela relembrou o impeachment da ex-presidente da República, Dilma Rousseff. “No golpe de 2016, o PT foi retirado do mandato legitimamente conquistado preservando a dignidade de sua história, de suas lideranças e militantes. Sem se abalar, teve o candidato a Presidente capaz de enfrentar a extrema direita e quase vencer as eleições de 2018”.

Luiza Ribeiro finaliza dizendo que sua filiação representa o respeito a história do partido. “Aos filiados, obrigada por me receberem e permitirem que eu contribua”.

Em 2017, a política ocupou o cargo de secretária da Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura. Porém, saiu da secretaria e na época, apesar do próprio titular da pasta, ministro Roberto Freire ter afirmado o desligamento de Luiza, ela disse que pediu para sair.

Jornal Midiamax