Política

Dizer que não tenho pretensão é mentira, declara André sobre disputa ao governo

Na reunião de membros da diretoria do MDB neste sábado (8), o ex-governador André Puccinelli não descartou concorrer às eleições de 2022 ao governo do Estado. “Dizer que não tenho pretensão é mentira”, contou. O tempo de espera para retornar à política se deve ao andamento processual de denúncias da Operação Lama Asfáltica. Com absolvição […]

Evelin Cáceres Publicado em 08/02/2020, às 17h42 - Atualizado em 09/02/2020, às 09h35

MDB esteve reunido neste sábado (Marcos Ermínio, Midiamax)
MDB esteve reunido neste sábado (Marcos Ermínio, Midiamax) - MDB esteve reunido neste sábado (Marcos Ermínio, Midiamax)

Na reunião de membros da diretoria do MDB neste sábado (8), o ex-governador André Puccinelli não descartou concorrer às eleições de 2022 ao governo do Estado. “Dizer que não tenho pretensão é mentira”, contou.

O tempo de espera para retornar à política se deve ao andamento processual de denúncias da Operação Lama Asfáltica. Com absolvição em ação no STJ (Superior Tribunal de Justiça), Puccinelli acredita que até 2022 a questão esteja resolvida.

“S eu sair [agora] não me deixam. Vão cair chuvas e trovões. Vocês viram o que aconteceu comigo na eleição passada, mesmo sem provas. Foi ato político”, comentou, sobre as ações na Justiça.

André espera que em 2022 a situação fique comprovada definitivamente. Neste sábado, o partido também confirmou o nome do deputado estadual Márcio Fernandes para as eleições à Prefeitura de Campo Grande e disse procurar uma mulher para concorrer na chapa como vice.

Participaram da reunião os vereadores Sr. Loester, Wilson Sami e o ex-vereador Mário César. O ex-presidente da Assembleia Legislativa Junior Mochi disse que Márcio é o membro que demonstrou vontade de disputar em um cenário sem Puccinelli como candidato. Presidente municipal do partido na Capital, Ulisses Rocha e o próprio deputado também confirmaram o partido na disputa.

Jornal Midiamax