Política

Deputados votam calamidade pública em Rio Brilhante, Aral Moreira, Guia Lopes da Laguna e Naviraí

Quatro projetos de decretos legislativos de calamidade pública em municípios de Mato Grosso do Sul devem ser votados pelos deputados estaduais em sessão nesta quarta-feira (3). Os prefeitos de Rio Brilhante, Aral Moreira, Guia Lopes da Laguna e Naviraí encaminharam à Casa de Leis os pedidos para serem analisados pelos parlamentares, que já aprovaram oito […]

Renata Volpe Publicado em 03/06/2020, às 08h35 - Atualizado às 09h42

Foto: Wagner Guimarães (ALEMS)
Foto: Wagner Guimarães (ALEMS) - Foto: Wagner Guimarães (ALEMS)

Quatro projetos de decretos legislativos de calamidade pública em municípios de Mato Grosso do Sul devem ser votados pelos deputados estaduais em sessão nesta quarta-feira (3). Os prefeitos de Rio Brilhante, Aral Moreira, Guia Lopes da Laguna e Naviraí encaminharam à Casa de Leis os pedidos para serem analisados pelos parlamentares, que já aprovaram oito decretos legislativos anteriormente. Se foram aprovados, os decretos preveem que a situação excepcional vigore até o dia 31 de dezembro deste ano, podendo ser prorrogada com novo pedido encaminhado pelo prefeito. O reconhecimento do estado de calamidade pública é previsto no artigo 65 da Lei Complementar 101/2000, a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). Com isso, o município pode abrir crédito extraordinário, remanejar, transferir e utilizar reserva de contingência, com o imediato conhecimento da Câmara de Vereadores, realizar contratação emergencial de pessoal, entre outras medidas. Além desses municípios, Campo Grande, Glória de Dourados, Inocência, Paranaíba, Cassilândia, Batayporã, Brasilândia, Água Clara e Fátima do Sul tiveram o reconhecimento da ocorrência do estado de calamidade pública aprovados pela Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

Jornal Midiamax