Política

Deputado faz indicação para provas do Enem serem adiadas devido ao coronavírus

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) protocolou indicação na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), pedindo o adiamento das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), devido a pandemia do novo coronavírus.  Segundo o documento, o parlamentar indica à Mesa Diretora, para que seja encaminhado expediente da Casa de Leis ao ministro […]

Renata Volpe Publicado em 14/05/2020, às 09h23 - Atualizado às 11h06

Nome do candidato a vice-prefeito será escolhido para disputar a eleição ao lado de Pedro Kemp. (Wagner Guimarães, ALMS)
Nome do candidato a vice-prefeito será escolhido para disputar a eleição ao lado de Pedro Kemp. (Wagner Guimarães, ALMS) - Nome do candidato a vice-prefeito será escolhido para disputar a eleição ao lado de Pedro Kemp. (Wagner Guimarães, ALMS)

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) protocolou indicação na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), pedindo o adiamento das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), devido a pandemia do novo coronavírus. 

Segundo o documento, o parlamentar indica à Mesa Diretora, para que seja encaminhado expediente da Casa de Leis ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, com cópias ao Ilustríssimo Senhor, Alexandre Lopes, Presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), solicitando o adiamento das provas do ENEM em razão da pandemia da Covid-19. 

Porém, na indicação não sugere para quando as provas devem ser reagendadas. No último dia de abril (31), o Inep divulgou um vídeo no qual o Ministro da Educação e o presidente do INEP,  anunciaram que o Enem se manterá nas datas previstas (1º e 8 de novembro/22 e 29 de novembro). 

Segundo a justificativa da indicação, como é de conhecimento geral, devido a pandemia, muitos futuros participantes do Enem estão sendo prejudicados, uma vez que fatores como a falta de aulas presenciais, a instabilidade, despreparo e desorganização da metodologia por EAD, ferem o aprendizado e a preparação do aluno vestibulando.

Mesmo o Enem sendo uma competição, como dito pelo Ministro, todos os estudantes merecem ter igualdade de ensino e preparação para realizar a prova. “Por isso, pedimos o adiamento, a mudança de data do Enem 2020, visando sanar o problema de milhares de alunos afetados”.

A partir deste ano, o exame terá duas modalidades de provas, as impressas, com aplicação prevista para 1º e 8 de novembro, e as digitais, previstas para 22 e 29 de novembro. O participante que optar por fazer o teste em papel não poderá se inscrever na edição on-line. Após concluir o processo, ele terá direito a mudar de opção.

Jornal Midiamax