Com o nono maior número de casos de entre os municípios de , liberou o retorno das aulas presenciais da rede privada. O decreto foi publicado pela Prefeitura Municipal no Assomasul (Diário Oficial dos Municípios de Mato Grosso do Sul), nesta sexta-feira (03).

No município, 162 pessoas já foram infectadas pelo coronavírus. De acordo com o boletim da SES (Secretaria de Estado de Saúde), a taxa de incidência da doença em São Gabriel do Oeste é de 605,1 casos a cada 100 mil habitantes.

Assim, de acordo com a publicação, “fica autorizado o retorno das aulas e cursos presenciais em todas as instituições privadas de ensino a partir de 06 de julho. Entretanto, para de fato ser autorizada a retomar as atividades presenciais, a instituição deve apresentar um plano de biossegurança.

O decreto define algumas medidas que deverão ser adotadas pelas instituições, no retorno das aulas presenciais. Entre elas está o “uso obrigatório de em crianças acima de quatro anos”. Também deve utilizar o equipamento de proteção funcionários da instituição e pais de alunos que entrarem no interior do estabelecimento.

Outra medida necessária é a “aferição de temperatura corporal na entrada do estabelecimento de ensino, mediante utilização de termômetro infravermelho”. Assim, aqueles que apresentarem temperatura corporal elevada, em estado febril, não poderão entrar na instituição.

Por fim, deverão reduzir o número de alunos por salas e lacrar bebedouros de jato de água que permitem contato direto com a boca. “O bebedouro deverá ser substituído por equipamento que possibilite retirada de água apenas em copos descartáveis”.