Coligação é impedida de veicular jingle em carro de som em cidade de MS

A coligação ‘Sonora Quer Mais’ (MDB/ PL/ PP/ PDT/ PSL/ PT) foi impedida de circular carro de som com jingle da candidata a prefeita de Sonora, distante 362 km de Campo Grande, Maria Clarice Ewerling (MDB), sob pena de multa de R$ R$ 5 mil. Na decisão, o juiz Daniel Raymundo da Matta, da 26ª […]
| 27/10/2020
- 19:40
Coligação é impedida de veicular jingle em carro de som em cidade de MS
(Foto: Montagem, Jornal Midiamax) - (Foto: Montagem, Jornal Midiamax)

A coligação ‘Sonora Quer Mais’ (MDB/ PL/ PP/ PDT/ PSL/ PT) foi impedida de circular carro de som com jingle da candidata a prefeita de Sonora, distante 362 km de Campo Grande, Maria Clarice Ewerling (MDB), sob pena de multa de R$ R$ 5 mil.

Na decisão, o juiz Daniel Raymundo da Matta, da 26ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de , considerou um vídeo anexado nos autos do processo, onde é possível ouvir repetidamente o nome e número da candidata referida.

A petição inicial, colocada pela coligação ‘Para Frente Sonora’ (DEM/ ), do atual prefeito e candidato a reeleição Enelto Ramos da Silva (DEM), diz que o veículo circulou em várias ruas da cidade. Também há representação contra o candidato que fez a denúncia, segundo a defesa de Maria Clarice, o advogado João Ferraz.

O art. 4º da Resolução nº 700/2020 diz que carros de som só podem ser utilizados em carreatas, caminhadas e passeatas ou durante reuniões ou comícios. Pelo ato já feito e comprovado pelo vídeo, o juiz determinou que a coligação se abstenha de usar o veículo de forma irregular, sob pena de multa.

A coligação ‘Sonora Quer Mais’ tem até dois dias para apresentar sua defesa. Após esse prazo, o Ministério Público Eleitoral dará o seu parecer.

(Matéria editada dia 28/10 para correção de informações. A coligação de Maria Clarice não foi multada, conforme noticiado anteriormente// EA). 

Veja também

Mesmo com voto facultativo, há 87,4 mil eleitoras com mais de 100 anos

Últimas notícias