Política

Valdenir diz que candidatura a prefeito de Dourados só aguarda aval de Reinaldo

Após a desistência do deputado estadual Marçal Filho (PSDB)  e sem Geraldo Resende na disputa,  em virtude de não haver no momento mais tempo hábil para a desincompatibilização, o nome do ex-deputado Valdenir Machado e presidente do Diretório Municipal passou a ser a alternativa da legenda para a sucessão de  Délia Razuk. “Vamos levar ao […]

Marcos Morandi Publicado em 06/07/2020, às 08h36 - Atualizado em 18/07/2020, às 00h35

Valdenir é pré-candidato pelo PSDB e aguarda apoio de Reinaldo. (Foto: Divulgação).
Valdenir é pré-candidato pelo PSDB e aguarda apoio de Reinaldo. (Foto: Divulgação). - Valdenir é pré-candidato pelo PSDB e aguarda apoio de Reinaldo. (Foto: Divulgação).

Após a desistência do deputado estadual Marçal Filho (PSDB)  e sem Geraldo Resende na disputa,  em virtude de não haver no momento mais tempo hábil para a desincompatibilização, o nome do ex-deputado Valdenir Machado e presidente do Diretório Municipal passou a ser a alternativa da legenda para a sucessão de  Délia Razuk.

“Vamos levar ao conhecimento do governador e do diretório regional para passar o ramo verde e pedir as bençãos de Deus e o apoio dos amigos para uma bela disputa”, disse Valdenir, que em outras ocasiões já teve o seu nome cotado para a disputa ao cargo de prefeito de Dourados, mas acabou não sendo escolhido.

“Reunimos os quatro vereadores a executiva e os pré candidatos a vereadores e por desistência do deputado Marçal e a impossibilidade de Geraldo de também ser candidato foi escolhido o nosso nome para encabeçar uma chapa pelo PSDB”, disse o ex-deputado.

Segundo Valdenir Machado a proposta da sua candidatura foi tirada de uma reunião que contou com a participação dos vereadores Idenor Machado (PSDB), Sérgio Nogueira (PSDB),  Silas Zanata (PSDB) e Denize Portolann, que na quarta-feira (1) assumiu a vaga de Braz Mello.

“Vamos levar ao conhecimento do governador e do diretório regional para passar o ramo verde e pedir as bençãos de Deus e o apoio dos amigos para uma bela disputa”, disse Valdenir, que em outras ocasiões já teve o seu nome cotado para a disputa ao cargo de prefeito de Dourados, mas acabou não sendo escolhido.

Jornal Midiamax