Política

Candidatos a vereador e Arquidiocese de Campo Grande se reúnem para discutir ‘Pacto pela Vida’

A arquidiocese de Campo Grande realizou, nesta quarta-feira (21), um encontro com os candidatos a vereadores católicos. O evento foi realizado para promover um momento de espiritualidade e para apresentar um protocolo de Intenções intitulado “Pacto pela Vida e por Campo Grande”. O encontro teve a presença do Arcebispo Metropolitano, Dom Dimas Lara Barbosa, do […]

Carolina Rocha Publicado em 21/10/2020, às 17h41 - Atualizado às 17h55

Câmara Municipal de Campo Grande. (Arquivo)
Câmara Municipal de Campo Grande. (Arquivo) - Câmara Municipal de Campo Grande. (Arquivo)

A arquidiocese de Campo Grande realizou, nesta quarta-feira (21), um encontro com os candidatos a vereadores católicos. O evento foi realizado para promover um momento de espiritualidade e para apresentar um protocolo de Intenções intitulado “Pacto pela Vida e por Campo Grande”.

O encontro teve a presença do Arcebispo Metropolitano, Dom Dimas Lara Barbosa, do bispo auxiliar, Dom Mariano Danecki, diversos padres e 60 candidatos que concorrem à Câmara Municipal.

Apresentado para todos, o protocolo foi assinado por 56 dos 60 candidatos que estavam presentes.  O documento tem 16 tópicos referentes à dignidade humana e ao bem comum.

Sobre ética, o primeiro ponto traz o comprometimento dos candidatos a usarem “ficha limpa” na contratação dos assessores, se comprometer com o Portal Transparência, entre outros.

Outro ponto foram os povos indígenas, para que o candidato reconheça o valor de sua cultura e o direito desses povos à preservação de sua própria identidade, e para que o candidato se comprometa a criar, o diálogo permanente com os mesmos, e vários outros apoios a essa população.

Saúde mental fez parte do acordo dos assinantes do protocolo para aceitaram colaborar e dar atenção, por ser um ponto frágil no SUS (Sistema Único de Saúde).

Um assunto delicado, por geral muita polêmica entre os religiosos e não religiosos também está no protocolo. Chamado de defesa a vida, esse item o candidato estará de acordo em combater toda e qualquer iniciativa no sentido da descriminalização do aborto e da implantação desse procedimento nas redes públicas e privadas.

Também trata do saneamento básico, afirmando que a cidade precisa de um plano adequado, que inclua temas como acesso à agua de qualidade, drenagem de águas pluviais, serviços de esgoto e seu tratamento, entre outros pontos que incluam saneamento básico.

Esses foram apenas alguns exemplos em que os candidatos se comprometeram a realizar perante a fé deles. Todo o protocolo e a lista dos candidatos que assinaram pode ser encontrada no site da arquidiocese de Campo Grande.

Jornal Midiamax