Política

Candidato do PSC, Paulo Matos vota e diz que campanha foi ‘pé no chão’

Paulo Matos, candidato a prefeito pelo PSC, votou na Escola Padrão por volta das 10 horas deste domingo (15) e destacou que fez uma “campanha pé no chão”. “Acreditamos no segundo turno para que as pessoas possam avaliar melhor as propostas e escolher a melhor gestão para nossa cidade. Eu estou preparado para ser o […]

Mayara Bueno Publicado em 15/11/2020, às 12h47 - Atualizado às 15h25

Paulo Matos, do PSC, votando neste domingo. (Foto: Divulgação/Assessoria).
Paulo Matos, do PSC, votando neste domingo. (Foto: Divulgação/Assessoria). - Paulo Matos, do PSC, votando neste domingo. (Foto: Divulgação/Assessoria).

Paulo Matos, candidato a prefeito pelo PSC, votou na Escola Padrão por volta das 10 horas deste domingo (15) e destacou que fez uma “campanha pé no chão”.

“Acreditamos no segundo turno para que as pessoas possam avaliar melhor as propostas e escolher a melhor gestão para nossa cidade. Eu estou preparado para ser o melhor Prefeito para Campo Grande”, disse. A maioria dos 15 candidatos que disputam as eleições 2020 votou no período da manhã.

A votação neste ano começou às 7 horas por causa da pandemia e segue até às 17 horas. O presidente do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), João Maria Lós, estima resultado das eleições até às 19 horas deste domingo (15).

DATAmax

A segunda pesquisa DATAmax de intenção de votos para prefeito de Campo Grande, divulgada na sexta-feira (13) aponta que o prefeito Marquinhos Trad (PSD), candidato à reeleição, tem 62% dos votos válidos. Se a eleição fosse hoje, Marquinhos seria reeleito no primeiro turno. Levando em conta a margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, Marquinhos oscila entre 59% a 65% na liderança.

Em segundo lugar na intenção de votos do eleitor está Sergio Harfouche (Avante) com 8%, seguido de Pedro Kemp (PT) com 7%, Vinicius Siqueira (PSL) com 5%, Delegada Sidnéia Tobias (Podemos) com 5%, Dagoberto Nogueira (PDT) com 3%, Márcio Fernandes (MDB) com 3%, João Henrique (PL) com 2%, Marcelo Miglioli (SD) com 2%, Esacheu Nascimento (PP) com 1%, Marcelo Bluma (PV) com 1%, Paulo Matos (PSC) com 1% e Guto Scarpanti (Novo) com 1%.

Os candidatos Cris Duarte (PSOL), Thiago de Carvalho Assad (PCO) e Trutis (PSL) não pontuaram na pesquisa.

Jornal Midiamax