Política

Alan Guedes diz que relatório da transição pode ficar pronto até o dia 10

O prefeito eleito de Dourados, Alan Guedes (Progressista) acredita que até o dia 10 de dezembro já deve ter em mãos o relatório da equipe de transição,  que iniciou efetivamente o trabalho na quarta-feira da semana passada. A equipe é formada por quatro membros da administração de Délia Razuk (sem partido) e três da futura […]

Marcos Morandi Publicado em 01/12/2020, às 08h54 - Atualizado às 13h25

Alan Guedes, durante conversa com o vereador reeleito, Olavo Sul (MDB). (Foto: Marcos Morandi)
Alan Guedes, durante conversa com o vereador reeleito, Olavo Sul (MDB). (Foto: Marcos Morandi) - Alan Guedes, durante conversa com o vereador reeleito, Olavo Sul (MDB). (Foto: Marcos Morandi)

O prefeito eleito de Dourados, Alan Guedes (Progressista) acredita que até o dia 10 de dezembro já deve ter em mãos o relatório da equipe de transição,  que iniciou efetivamente o trabalho na quarta-feira da semana passada. A equipe é formada por quatro membros da administração de Délia Razuk (sem partido) e três da futura gestão.

Em conversa com o Midiamax e também em contatos com vereadores eleitos, Alan Guedes disse que está acompanhando de perto os primeiros levantamentos para saber a real situação que irá receber a prefeitura. “Esse raio X é importante para sabermos o que teremos pela frente”, disse o presidente da Câmara.

Ele também voltou a explicar que os trabalhos da transição estão sendo coordenados pelo professor Henrique Sartori, que tem um olhar mais técnico em torno da administração pública. “Estamos diante de muitas informações que envolvem números e tudo isso precisa ser analisado minuciosamente”, explicou o prefeito eleito.

Segundo ele, a atual administração tem colocado a disposição para auxiliar nos trabalhos de detalhamento dos projetos que estão sendo executados. “Esse momento que antecede a posse é importante e pode sinalizar os nossos primeiros passos em termos de prioridade”, comentou Alan Guedes, ressaltando que os desafios em torno do setor de saúde são evidentes.

Jornal Midiamax