Política

Vereadores dizem que renúncia de Bernal pelo Facebook mostra desorganização do PP

Os três vereadores de Campo Grande pelo Progressistas foram cautelosos ao comentar a renúncia do ex-prefeito Alcides Bernal do comando regional da legenda. Alguns, inclusive, demonstraram descontentamento pelo anúncio ter sido feito através de uma rede social, e não em uma reunião interna com os correligionários. “Estamos sabendo tudo pelas redes sociais, assim como vocês. […]

Richelieu Pereira Publicado em 18/06/2019, às 13h13

Ex-prefeito Alcides Bernal pretende se afastar da vida pública partidária. (Foto: Arquivo/Midiamax)
Ex-prefeito Alcides Bernal pretende se afastar da vida pública partidária. (Foto: Arquivo/Midiamax) - Ex-prefeito Alcides Bernal pretende se afastar da vida pública partidária. (Foto: Arquivo/Midiamax)

Os três vereadores de Campo Grande pelo Progressistas foram cautelosos ao comentar a renúncia do ex-prefeito Alcides Bernal do comando regional da legenda. Alguns, inclusive, demonstraram descontentamento pelo anúncio ter sido feito através de uma rede social, e não em uma reunião interna com os correligionários.

“Estamos sabendo tudo pelas redes sociais, assim como vocês. Infelizmente, não fomos comunicados nem pelo presidente da municipal, que é o Cazuza, a respeito disso. Também não sei se ele sabia ou não. O próprio Evander, que era uma das pessoas que vinha se manifestando há muito tempo que gostaria de ser o novo presidente, também não nos falou nada. Então, para mim, continua dentro da mesma desorganização que estava”, disparou Dharleng Campos, nesta terça-feira (18).

O vereador Cazuza, por sua vez, também revelou ter ficado “surpreso” com a forma que foi escolhida por Bernal para anunciar sua decisão. “Em vez de fazer uma reunião interna, conversar, o por quê… Mas vamos aguardar os próximos capítulos para ver se isso procede, se concretiza ou não”, explicou.

Valdir Gomes fez coro aos colegas e também reclamou de ter sido pego de surpresa. “Nós não tomamos conhecimento [da renúncia de Bernal] porque não houve nenhuma reunião. Ficamos sabendo pela imprensa. Ficamos todos surpresos com essa decisão”, disse.

Os três são unânimes ao afirmar que esperam que o PP volte a se fortalecer com uma eventual mudança no comando regional, e estar organizado para as disputas municipais de 2020.

Anúncio

O ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal anunciou na segunda-feira (17) que vai se afastar do comando regional do PP e que também pode antecipar as eleições do partido em Mato Grosso do Sul. Em seu lugar, deve assumir o deputado estadual Evander Vendramini, atual vice-presidente estadual da legenda.

“Talvez o problema seja eu mesmo”, afirmou o ex-prefeito de Campo Grande em entrevista por telefone ao JornalMidiamax.

Pouco depois, Bernal também fez o anúncio em seu perfil pessoal no Facebook. “O mandato no diretório vai só até o dia 11 de agosto, então eu posso antecipar as eleições ou me licenciar agora e deixar para Evander”.

Além disso, ele também revelou um pedido de Evander em Brasília (DF), na convenção nacional do partido, para assumir o comando regional da sigla. “Mas eles [executiva nacional] afirmaram que desse jeito não poderia acontecer, já que existe um diretório local a ser respeitado”, comenta o ex-prefeito.

Jornal Midiamax