Política

Vereadores autorizam suplementação de R$ 51,6 milhões na Prefeitura

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram, na sessão desta terça-feira (16), a abertura de crédito suplementar de R$ 51,6 milhões para a Prefeitura investir em diversas secretarias, incluindo reformas, construção de escola, e compra de móveis e equipamentos. Conforme o Projeto de Lei Executivo 9.290/2019, o recurso remanejado vai atender despesas com […]

Richelieu Pereira Publicado em 16/04/2019, às 13h26 - Atualizado às 17h40

Vereadores aprovaram diversos projetos sobre investimentos da Prefeitura. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG)
Vereadores aprovaram diversos projetos sobre investimentos da Prefeitura. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG) - Vereadores aprovaram diversos projetos sobre investimentos da Prefeitura. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG)

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram, na sessão desta terça-feira (16), a abertura de crédito suplementar de R$ 51,6 milhões para a Prefeitura investir em diversas secretarias, incluindo reformas, construção de escola, e compra de móveis e equipamentos.

Conforme o Projeto de Lei Executivo 9.290/2019, o recurso remanejado vai atender despesas com remoção e instalação de cobertura da sede da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), além de obras de reordenamento viário e reformas dos terminais de ônibus da Capital.

Na Agência de Regulação e Serviços Públicos vai ser usado na compra de equipamentos de informática e serviços de limpeza. Na Secretaria de Educação, vai atender despesa com a construção da Escola da Vila Natália, aquisição de móveis e equipamentos para atender a rede de ensino e atendimento aos serviços de transporte escolar rural.

No Fundo Municipal de Saúde vai atender despesas com ampliação e reforma de UBSF’s, adequação da carga elétrica do CCZ e ampliação das bases do Samu. Enquanto na Assistência Social, serão comprados veículos, combustíveis, serviços de manutenção e locação de imóveis.

Na pasta de Finanças, vai atender despesas com juros e encargos da dívida fundada do Município. Na Infraestrutura, despesas com aquisição de materiais elétricos, lâmpadas de led e postes de iluminação para atender a manutenção e ampliação da rede de iluminação pública, obras de pavimentação no bairro Cidade Morena e compra de equipamentos de informática.

Na Secretaria de Meio Ambiente, vai atender despesas com equipamentos de processamento de dados. Na Controladoria, vai haver a ampliação do novo sistema de telefonia e investimentos em equipamentos. E, por fim, na Secretaria de Cultura e Turismo, vai cobrir as despesas com manutenção de serviços.

Créditos adicionais

Também foram autorizados pelos vereadores, a abertura de crédito adicional especial, no valor de R$ 100 mil para criação do orçamento do Fundo Municipal de Enfrentamento à Violência e Promoção dos Direitos da Mulher de Campo Grande.

E a abertura de crédito adicional especial, no valor de R$ 300 mil, para criação do orçamento do Fundo Municipal de Defesa do Consumidor (Fumdecon).

Todos foram aprovados em turno único de votação, com 25 votos favoráveis e 3 contrários, e seguem para sanção do prefeito Marquinhos Trad (PSD).

Jornal Midiamax