Política

Sem nenhuma mulher, Assembleia Legislativa empossa novos deputados e elege Mesa Diretora

Deputados estaduais eleitos no pleito de outubro serão empossados, em cerimônia nesta sexta-feira (1°), a partir das 9 horas. Pela primeira vez desde 1991, nenhuma mulher fará parte da nova composição da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) e as 24 cadeiras da Casa serão ocupadas exclusivamente por homens. Nas últimas eleições, 103 […]

Maisse Cunha Publicado em 01/02/2019, às 08h23 - Atualizado às 14h51

(Foto: Divulgação/Wagner Guimarães/ALMS)
(Foto: Divulgação/Wagner Guimarães/ALMS) - (Foto: Divulgação/Wagner Guimarães/ALMS)

Deputados estaduais eleitos no pleito de outubro serão empossados, em cerimônia nesta sexta-feira (1°), a partir das 9 horas. Pela primeira vez desde 1991, nenhuma mulher fará parte da nova composição da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) e as 24 cadeiras da Casa serão ocupadas exclusivamente por homens.

Nas últimas eleições, 103 das mais de 978 mil mulheres aptas a votar no Estado se candidataram, mas nenhuma conseguiu se reeleger, nem mesmo Mara Caseira (PSDB), única das três então deputadas que disputou reeleição. Mesmo com mais de 23 mil votos, sendo a 13° mais votada, a tucana conseguiu apenas a suplência da coligação que disputou.

Com o resultado das urnas, a Assembleia Legislativa repete 1979 e 1991, quando empossou apenas homens. Em todas as outras legislaturas, ao menos uma mulher figurava entre os eleitos.

Mesa Diretora

Com a não reeleição do atual presidente, Junior Mochi (MDB), disputou o Governo do Estado, a sessão de hoje será presidida pelo deputado Onevan de Matos (PSDB), último entre os reeleitos a ocupar a 1ª vice-presidência, conforme prevê o regimento interno da Casa.

Logo após a cerimônia, uma sessão extraordinária será realizada para escolha dos membros da próxima Mesa Diretora. Como adiantado pelo Midiamax, o novo presidente deve ser o tucano Paulo Corrêa, tendo como 1ª, 2ª e 3ª vices, Eduardo Rocha (MDB), Neno Razuk (PTB) e Antônio Vaz (PRB), respectivamente.

Segundo cargo mais visado, a 1ª secretaria será ocupada pelo democrata Zé Teixeira, seguido por Herculano Borges (SD) na 2º, e Pedro Kemp (PT), na 3ª.

Jornal Midiamax