Política

‘Se ela sair, eu saio também’: Rocha promete deixar MDB se Simone mudar de partido

O deputado estadual Eduardo Rocha (MDB) saiu em defesa, na sessão desta terça-feira (5), da esposa, a senadora Simone Tebet (MDB), que entrou em rota de colisão com o ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL), e está sendo assediada por diversas legendas para mudar de partido. “Ou ela sai, ou vira presidente nacional (do MDB). […]

Ludyney Moura Publicado em 05/02/2019, às 11h54 - Atualizado às 12h36

(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook) - (Foto: Reprodução/Facebook)

O deputado estadual Eduardo Rocha (MDB) saiu em defesa, na sessão desta terça-feira (5), da esposa, a senadora Simone Tebet (MDB), que entrou em rota de colisão com o ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL), e está sendo assediada por diversas legendas para mudar de partido.

“Ou ela sai, ou vira presidente nacional (do MDB). E se ela sair, eu saio. Não dá mais para viver com medo desse bando coronéis”, disparou Eduardo Rocha.

O deputado, que afirmou não ter conversado sobre o assunto com a esposa, defende que a saída de Simone do MDB só aconteça caso ela não assuma o comando nacional da sigla, hoje nas mãos do ex-senador Romero Jucá (MDB-RR), histórico aliado de Renan.

Na avaliação de Rocha, a candidatura de Simone à presidência do Senado, que malogrou depois da vitória de Renan dentro da bancada, foi uma resposta ao ‘clamor das ruas’, que são, avaliou o deputado, contrárias ao senador alagoano.

“Ele (Renan) foi muito deselegante, como ele costuma ser. O MDB se entregou ao PT e hoje estamos entendo o porquê”, afirmou Eduardo Rocha, que criticou ofensas que ex-presidente do Senado teria feito à sua família.

O também deputado estadual do MDB, Marcio Fernandes, acredita que uma eventual saída de Simone dos quadros do partido enfraqueceria ainda mais a legenda em Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax