Política

Paulo Correa faz balanço do Legislativo e anuncia mudanças em gabinetes para 2020

Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB) afirmou que a Casa elaborou 324 projetos de lei neste ano, contra 134 em 2018 e destacou que até abril de 2020, a reforma do prédio estará pronta, com todos os gabinetes funcionando no andar de cima e com acessibilidade […]

Evelin Cáceres Publicado em 18/12/2019, às 13h18

Presidente da ALMS, aulo Corrêa (Renata Volpe, Midiamax)
Presidente da ALMS, aulo Corrêa (Renata Volpe, Midiamax) - Presidente da ALMS, aulo Corrêa (Renata Volpe, Midiamax)

Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB) afirmou que a Casa elaborou 324 projetos de lei neste ano, contra 134 em 2018 e destacou que até abril de 2020, a reforma do prédio estará pronta, com todos os gabinetes funcionando no andar de cima e com acessibilidade concluída.

Com 40 anos, as instalações estavam desgastadas e precisando de modernização. “Será elaborado design moderno e instalação de fibra óptica nos gabinetes. Até mesmo os deputados mais antigos tiveram alguma resistência, mas entenderam que as novas instalações terão maior espaço. Todos os deputados vão ficar no andar de cima e os serviços, como os bancos, no térreo”, explicou.

O presidente aponta como votações difíceis a da reforma da previdência dos servidores estaduais e de mudanças no Fundersul. “Todas passaram por discussões conceituais. Recebemos todos os setores para discussão”, resumiu. E destacou que as eleições municipais em 2020 não devem atrapalhar os trabalhos na Casa.

Entre agosto e setembro, deve ser discutida uma portaria conjunta para que os deputados que se candidatarem não deixem de comparecer às sessões e não atrapalhem as votações em relação ao quórum necessário.

“Foi meu primeiro ano como presidente, mas o trabalho da Assembleia foi feito sem ter ‘escondidinhos’. Desde dezembro estamos publicando em diário o custo do reembolso com a verba parlamentar. Tudo às claras, para que a população fique sabendo como são usados os recursos”, destacou.

A Casa entra em recesso nesta sexta-feira (20) e as sessões retornam em fevereiro de 2020.

Jornal Midiamax