Política

Em nova reviravolta, Renan Calheiros retira candidatura para presidente

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) retirou sua candidatura para presidente do Senado. Em discurso no plenário onde afirmou que a eleição não estava sendo democrática, o emedebista declarou que não era mais candidato para a cadeira. Segundo Calheiros, o fato dos senadores estarem mostrando o voto para provar em quem estavam votando, em uma votação […]

Daiany Albuquerque Publicado em 02/02/2019, às 16h56 - Atualizado às 17h03

Senador Renan Calheiros retira candidatura à presidência do Senado (Foto: Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Senador Renan Calheiros retira candidatura à presidência do Senado (Foto: Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) - Senador Renan Calheiros retira candidatura à presidência do Senado (Foto: Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Em nova reviravolta, Renan Calheiros retira candidatura para presidente
Senador Renan Calheiros retira candidatura à presidência do Senado (Foto: Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) retirou sua candidatura para presidente do Senado. Em discurso no plenário onde afirmou que a eleição não estava sendo democrática, o emedebista declarou que não era mais candidato para a cadeira.

Segundo Calheiros, o fato dos senadores estarem mostrando o voto para provar em quem estavam votando, em uma votação que deveria ser fechada, estava tornando o pleito não democrático.

Desde sexta-feira (1º), quando a sessão preliminar para escolha do presidente foi iniciada, um grupo de parlamentares contrários à candidatura de Calheiros se uniram para pedir que a votação fosse aberta, porque eles acreditavam que se o parlamentar tivesse que dizer em quem votou, isso prejudicaria Renan, que enfrenta vários processos no STF (Supremo Tribunal Federal).

Essa manobra foi o que gerou toda a discussão na Casa, que segue até hoje. O alagoano foi indicado pela bancada do MDB depois de disputa interna com a senadora Simone Tebet, que perdeu por 7 votos a 5, na quinta-feira (31).

Como Renan desistiu no meio da segunda votação feita hoje, a primeira foi invalidade porque estava com um voto a mais, os senadores discutem agora se farão uma terceira votação.

Jornal Midiamax